sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Intolerância: o mundo está ficando louco

A intolerância e a violência estão crescendo, ou será que eu estou ficando sensível. Não, não foi o espírito de Natal que "me tocou". Aliás, quem me dera este existisse realmente. Mas as últimas notícias do mundo não me deixam acreditar nisso.

Fiquei pasmo com duas notícias dos últimos dias: A da agressão ao premiê italiano no meio da rua (veja aqui), na semana passada, e a mulher que, pelo segundo ano consecutivo, se lança contra o papa no meio de uma missa (veja aqui).

Que fique claro que não sou simpático à Berlusconi, nem muito menos ao papa Bento 16. No entanto, sou obrigado a tolerá-los assim como eles também o são em relação a mim. Quem tem o direito de agredir outra pessoa por discordar de suas ideias?

É absurdo aceitar que a violência substitua a discussão e a troca de ideias. É absurdo imaginar que alguém seja tão contrário ao pensamento de outra pessoa, que se sinta impelido a agredir fisicamente o dono da visão divergente.

Acredito que devemos aceitar o que é divergente não pelo bem do próximo, mas pelo nosso próprio bem. Se prensarmos "uma jogada à frente" será possível ver que este comportamento, cedo ou tarde, vai se voltar contra nós e não nos será permitido pensar o que quisermos.

Além disso, que mundo terrível seria este onde um só pensamento seria permitido. E eu deixo a pergunta: se formos resolver as diferenças na base da força, será que seria o meu ou o seu pensamentos que prevaleceriam?

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

MPF pede bloqueio de receitas no Manaíra Shopping

É... parece que depois de matar um rio, tomar posse de algumas ruas e ignorar as ordens dos poderes públicos, a Justiça e o Ministério Público resolveram fazer alguma coisa para recuperar a moral.

MPF pede bloqueio de receitas e proibição de obras no shopping Manaíra

Do Paraíba1
Com assessoria do MPF


O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF) e o Ministério Público Estadual da Paraíba (MPPB) ajuízaram ação cautelar contra a empresa Portal Administradora de Bens Ltda., responsável pelas obras no Manaíra Shopping. No pedido da ação consta que as obras de ampliação do empreendimento causaram danos à área de preservação permanente às margens remanescentes do Rio Jaguaribe.

A ação aguarda decisão da 1ª Vara da Justiça Federal e pede que a Justiça determine a suspensão de novas obras e leve a depósito judicial todos os rendimentos recebidos com o estacionamento coberto e ao ar livre, por invadir a área de preservação ambiental.

As medidas valem para as obras na faixa de 50 metros, contados do curso de água, bem como o depósito em conta judicial por parte da promovida de todas as receitas por ela recebidas, com a exploração do Manaíra Shopping, na parte em que se encontra edificado sobre área de preservação permanente, deduzidos os seus custos normais de funcionamento.

De acordo com o pedido, a empresa deve se sujeitar a auditoria de um perito judicial, para apuração dos valores a serem depositados, até a solução final do caso na ação principal que deve ser brevemente ajuizada.

Os órgãos alegam que não se pode admitir que a empresa continue lucrando às custas do dano ambiental durante todo o período de discussão judicial da causa e por isso pede o bloqueio de recursos suficientes para garantir as futuras medidas reparatórias.

Antecedentes

A ação decorre das investigações realizadas em um procedimento administrativo instaurado pelo MPF a partir de representação da Associação dos Amigos da Natureza (Apan), noticiando a realização de obras de ampliação no Manaíra Shopping, em plena área de preservação às margens do Rio Jaguaribe e que foi convertido em ação civil pública.

De acordo com o MPF, o empreendimento não teria respeitado a distância de 50 metros, correspondentes à área de preservação permanente, prevista na Lei nº 4.771/65 (Código Florestal), embora tenha obtido licença ambiental emitida pela Sudema (órgão ambiental estadual).

Para os autores da ação, as investigações devem prosseguir ainda para apurar responsabilidades dos servidores públicos que concederam as aludidas licenças, assim como para avaliar a melhor forma de reparação ou compensação ambiental no caso, as quais serão postuladas em ação civil pública a ser brevemente ajuizada.

De qualquer forma, o Ministério Público espera que a Justiça determine a remoção total ou parcial de construções ou mesmo o perdimento de parte das obras para o Poder Público.

Outro lado

A reportagem do Paraíba1 entrou em contato com o departamento de comunicação do Manaíra Shopping e aguarda uma resposta sobre o caso.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Minha lembrança a Oscar Niermeyer

É a figura que eu mais gostaria de ter a chance de entrevistar. Mas não uma entrevista de alguns minutos. Gostaria de passar alguns dias com ele. Queria ouvir as histórias de como ele atravessou o século de maiores transformações em toda a história da humanidade.


"apenas procurei ser útil", diz Niemeyer


 
Com uma festa discreta, arquiteto Oscar Niemeyer comemorou seu aniversário de 102 anos nesta terça-feira, no Rio de Janeiro. O arquiteto, que esteve internado em setembro e passou por duas cirurgias, falou sobre como se sente em relação à idade atual.

"A gente olha para trás e vê tanto trabalho. A vida é complicada demais. Passo por ela sem problemas, felizmente. O homem tem que ser fraternal. Temos que olhar o outro e caminhar junto. Sou igual aos outros. Não vejo nenhuma qualidade demais em mim não. Apenas trabalhei e tive algumas ideias aproveitadas", disse.

Niemeyer ainda tentou ser humilde na cerimônia: "apenas procurei ser útil".

Leia a matéria completa clicando aqui.

domingo, 13 de dezembro de 2009

O rei do de panetone


Ouvi dizer que este barrigão era todo de panetone...
mas também pode ser o falso moralismo que sempre
enche a boca deste camarada.


A foto me foi enviada por e-mail pelo meu pai, mas está sem o crétido.
Se esta foto for sua e você não foi esmagado por esta
barriga, me fale que eu credito.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Guia para cobrir áreas de conflito



Lendo um dos blogs que acompanho, o Novo em Folha, da Folha de São Paulo, encontrei uma lista de dicas dadas por um jornalista que cobriu operações de paz da ONU no Congo.

São dicas para cobertura jornalística em áreas de conflito. Por isso, acho que cabem perfeitamente para nós brasileiros e paraibanos. Afinal, se esta situação que vivemos não puder ser considerada uma área de conflito, não sei mais o que poderá.

Segue o texto:

O ótimo site Media Helping Media fez um guia com dez dicas para cobertura em áreas de conflito – como o Congo, que ilustra este post, mas também como o Rio. Quem escreveu foi Jaldeep Katwala, que atuou como jornalista e em operações de paz da ONU naquele país:
  1. Evite clichês sobre o país que você cobre;
  2. Não acredite em tudo o que te dizem;
  3. Não busque a "verdade definitiva" das coisas;
  4. Não tire os fatos de contexto;
  5. Não aceite as informações sem questioná-las;
  6. Não se esqueça, nunca, do lado humano dos sofrimentos;
  7. Não seja descuidado com as palavras;
  8. Não se deixe manipular pelas agendas dos interessados;
  9. Não ignore as pressões locais;
  10. Não ignore a história (a mais importante, talvez).
CLIQUE AQUI para ler em detalhes cada uma dessas orientações.

Post originalmente publicado no Blog Novo em Folha

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Dia da não violência contra a mulher

Tenho um amigo, e ele vai me perdoar por contar sua história, que conseguiu se envolver numa briga porque quis defender uma mulher que iriaapanhar em público exatamente um dia antes do Dia Internacional de Combate a Violência contra a Mulher.

Um camarada pacato e, por vezes, até chamado de frouxo pelos amigos bricalhões. Não vou citar o nome, até porque não vai fazer diferença. Mas ele estava num bar quando presenciou a briga de um casal.

Por sorte da mulher e azar do meu amigo, no momento em que o marido levantou a mão para bater na esposa, o desavisado amigo passava ao lado da mesa do casal e, sem pensar, segurou a mão do agressor.

Os demais ocupantes da mesa do casal ainda reclamaram da intervensão do "intrometido", que se retirou pedindo desculpas pela intromissão.

O que ele não esperava era que o grupo todo, incluindo a moça que não apanhou, o esperariam do lado de fora do bar para tomar satisfações. Um bate boca teve início e, depois de alguns insultos, foi a moça, a esposa do covarde, que atingiu o "metido amigo" com um tapa.

Sem acreditar no que havia acontecido, o defensor das mulheres ficou sem ação e ainda ouviu: "pronto, você apanhou. E agora? Vai bater em mim?", da moça que havia deixado de apanhar por causa dele.

Voltando a si, ele devolveu em palavras as agressões: "Não se preocupe, não sou seu marido, não bato em mulheres. Não sou covarde". Por conta disso os homens do grupo resolveram ingressar na briga que passou a violência física.

Grande que é, não se machucou e deve ter deixado uma boa lição em seus agressores. Mas manteve sua palavra. Apesar de ter sido a primeira a agredir fisicamente, a esposa do covarde foi a única que não apanhou na frente do bar. Situação que deve ter mudado depois que chegou em casa.

Moral da história: Se você vir algum covarde querendo bater na esposa, impeça, mas não espere que ela vá te agradecer.

Caetano não, mas a mãe dele...

Nunca fui fã de Caetano Veloso e a cada dia gosto menos dele. Mas descobri que sou fão de dona Canô, de 102 anos, mãe do cantor. Veja o que ela disse sobre o que o filho tem dito sobre o presidente Lula:

"Não vou dizer nada em especial [em telefonema ao presidente], apenas o que vier do coração. Vou me desculpar e dizer que, pelo que conheço de Caetano, sei que ele não quis ofender o presidente. Não é possível que ele chamasse Lula de analfabeto, aliás, ele nem teria o direito de falar assim. Ele é apenas um cantor"

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Dono do Manaíra Shopping se rende ao MPT da Paraíba


O Ministério Público do Trabalho fez diversas fiscalizações às obras na Paraíba. Para quem não acompanha nenhuma dessas obras de perto, pode até parecer exagerado, mas todas, eu disse todas, as obras foram embargadas por falta de condições de segurança. Algumas delas tratavam seus trabalhadores como escravos, em plena Capital.

Mas vejam que uma das obras embargadas foi a do Manaíra Shopping. Logo ela que já foi responsável pelo desvio de um rio, assoreamento de um mangue e "incorporação de algumas ruas" ao seu terreno. Pois foi. Os promotores estiveram no local, constataram as irregularidades e mandaram parar tudo.


Bonito deve ter sido ver quando, ao darem as costas, os promotores ouviram todo o barulho típico de uma obra voltar a acontecer. Acho que acostumado a ver suas irregularidades não darem em nada, o cabra só esperou a equipe do MPT, junto com a imprensa, sair e "desfez" o embargo.

Ah, mas os promotores pegaram ar! Voltaram na obra e ameaçaram chamar a Polícia Federal, caso o embargo não fosse levado a sério. Dizem que agora parou tudo. Mas estou pensando em dar uma passada por lá, só para conferir. Se eu ouvir algum martelo batendo por lá, aviso aqui.


sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Especialista em tudo

É impressionante como os "famosos" se tornam autoridade e especialistas em tudo. Nos últimos dias tenho lido e visto algumas coisas sobre Caetano Veloso. De besta. Porque sempre discordo dele. Mas sou obrigado a respeitar, afinal, opinião é assim, cada um tem a sua.

Mas hoje saí do sério quando fui ler o espaço nobre da opnião do Jornal Correio da Paraíba. No todo da página, do lado esquerdo, tipo horário nobre do jornal em papel, estava o artigo do jornalista Carlos Aranha.

Não pude acreditar no que estava lendo. Era a defesa de uma "tese" apresentada por Caetano em que o presidente Lula é um analfabeto ideológico. Segundo Aranha, ignorante em línguas, geografia e história.

No artigo, foi lembrado que o "ignorante Lula" já perdeu para Collor e duas vezes para Fernando Henrique e que se gaba de não ser formado em nada. Segundo Caetano/Aranha, Lula dissemina o culto da ignorância, da não necessidade do diploma.

Pois, meu caro Aranha, eu prefiro um Lula que oferece recursos e condições para a educação do país crescer e se desenvolver, mesmo sendo um "ignorante sem diploma", do que um FHC que fez de tudo para acabar com as universidades públicas quase matando de fome professores e funcionários.

E não venha me dizer que essa diferença é exclusivamente por conta dos ministros que aí é demais! Se assim fosse e Lula fosse apenas o "garoto propaganda", seria mais barato arrumar outro que não precisasse mudar tanto nesses vinte e tantos anos.

Tá bom, você é fã de Caetano (eu não!) e o que ele disser para você é lei, mas eu esperava mais do horário nobre do Correio.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Crianças na rua: problema meu e seu

Estou cansado de ver a mesmas crianças espalhadas pelos sinais de trânsito desta cidade. Também estou cansado de ver promotores se vangloriando e criando grandes campanhas que, invariavelmente, dão em nada. Uma semanaproíbem a população de dar esmolas, na outra pegam todas as crianças e levam de volta para casa(!).

É óbvio que no mesmo dia todas estão de volta ao mesmo sinal. Também é óbvio que as pessoas, com seu pensamento cristão, não param de dar esmolas. Na cabeça damaioria, eles estão fazendo a sua parte para aliviar o sofrimento, ou ao menos a fome daquelas crianças.

Mas o que vejo é o passar dos anos e aqueles meninos que até ontem eram bebês nos braços de mães pedintes se tornarem malabaristas de sinais e, esta semana, flagrei um desses, que vi de fraldas ainda, tentando roubar a bolsa de uma senhora no banco da frente de um carro.

Isso significa que eles estão seguindo o caminho que lhes restou. Nasceram em uma família pobre, com pais de pouca ou nenhuma instrução que os colocaram para pedir esmolas. Mas, se pequenos eles têm medo, logo percebem, ao crescerem u pouco, que muita gente os teme. Daí para tirarem as coisas à força é só uma questão de ter fome.

E a quem culpar por isso? Os pais dessas crianças são conhecidas do Ministério Público. Vamos prendê-los? E às crianças, o que vai sobrar? Vamos prendê-los também? É preciso pensar em uma forma que resolver esta questão. E na minha opinião, estas crianças estão nos dando a dica para resolver este e outros problemas.

Acho que devíamos parar de fazer leis proibitivas e investir em escolas que funcionam. Com o dinheiro da nova sede da Assembleia Legislativa ou do novo prédio (mais um) da Justiça na Paraíba, poderia ser construída uma escola, para João Pessoa basta uma, com estrutura para manter as crianças e adolescentes o dia inteiro na escola.

A Grande João Pessoa tem o número de crianças nas ruas suficientes para "encher" apenas uma escola. O próprio Ministério Público já fez as contas e e viu que elas não chegam a mil. Número alto quando se pensa no potencial de desperdício humano e de problemas que podem ser gerados a partir daí, mas muito pequeno para uma escola.

Este mesmo projeto poderia ser levado para as outras grandes cidades do estado e com apenas uma escola destas por município, conseguiríamos resolver o problema das crianças nos sinais, dos furtos, do uso de drogas, da "profissionalização" de futuros bandidos e até da super-população de presos daqui a dez anos. Além disso, até para campanhas educativas e de saúde o trabalho fica facilitado, já que todas crianças estarão num mesmo lugar.

Portanto, ninguém venha me dizer que não há dinheiro para fazer isso, porque tem sim. Não venham dizer que ninguém sabe como fazer, porque há váriosprojetos que cuidam de crianças em situação de risco, aqui mesmo na Paraíba, como a Casa Pequeno Davi, por exemplo. Assim, vamos agir!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Nem aí

Após ter sido denunciado e correndo risco de ter o envio de verbas federais suspenso por falta de condições mínimas de saúde e cidadania em presídios da Paraíba, o secretário de "cidadania" e administração penitenciária, Roosevelt Vita, fez pouco caso e disse que as verbas em risco são "desprezíveis".



Veja outros vídeos da entrevista aqui.

Parlamentares "fiscais da Copa" são acusados de crimes; três paraibanos

Os deputados e senadores indicados para as duas subcomissões de acompanhamento, fiscalização e controle dos recursos públicos da Copa em 2014, a ser sediada no Brasil, são nomes conhecidos da Justiça. Para variar, três são políticos paraibanos. Levantamento feito pelo Congresso em Foco revela que quatro entre os 18 titulares escalados para acompanhar o assunto no Congresso respondem a processos no Supremo Tribunal Federal (STF), um quarto do grupo de trabalho formado.

Entre os 36 membros, incluídos os titulares e suplentes, há seis acusados. Ao todo, são 12 denúncias em andamento oferecidas pela Procuradoria Geral da República (PGR). Nove delas referem-se a fraudes financeiras, como sonegação previdenciária, crime contra a ordem tributária, contra a Lei de licitações e o sistema financeiro nacional.

Os senadores e deputados das duas subcomissões vão fazer o acompanhamento dos gastos da Copa de 2014 e contarão com o apoio de auditorias do TCU. Eles ficarão encarregados de verificar contratos firmados entre empresas e governo estadual, governo federal, além de fiscalizar o andamento das despesas.

- Veja a lista dos políticos processados
- Parlamentares apontam “intriga” de adversários

De acordo com o levantamento realizado pelo site, as denúncias somam sete inquéritos (investigações preliminares) e cinco ações penais (processos que podem resultar em condenações judiciais). No total, são três casos de crimes contra a Lei de licitações e outros dois crimes contra o sistema financeiro nacional. Há ainda uma denúncia de crime eleitoral, falsificação de documento, crime contra o patrimônio, contra a ordem tributária, apropriação indébita, peculato e contra a administração em geral.

Leia matéria na íntegra aqui

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Site lista jornalistas assassinados em todo mundo desde 1992

O site CPJ, Committee to Protect Journalists ou, em tradução livre, Comitê de Proteção dos Jornalistas, preparou um esqueminha que oferece aos internautas a possibilidade de pesquisar, em diversos países, informações sobre jornalistas assassinados ao redor do mundo desde 1992. São 760 em todos os países.

Pesquisei sobre o Brasil e recebi os dados que podem ser conferidos abaixo da notícia. São 16 jornalistas mortos por conta do trabalho e mais três quem ainda tem suas mortes investigadas. No CPJ é possível saber os veículos onde cada um trabalhava e também qual a linha de ação de cada um. Vale a visita.

Há dados mais específicos também. Como por exemplo: 63% dos suspeitos de assassinar os jornalistas brasileiros eram ligados à alguma esfera do governo, 31% a grupos criminosos. A maioria dos mortos, 38%, era colunista ou comentarista, 31% era o dono do veículo de comunicação. 75% dos acusados ficaram completamente impunes, 13% tiveram algum tipo de punição e outros 13% foram punidos adequadamente.

16 Journalists Killed in Brazil/Motive Confirmed Terminology explained

Luiz Carlos Barbon Filho, Jornal do Porto, JC Regional, and Rádio Porto FM May 5, 2007, in Porto Ferreira, Brazil
José Carlos Araújo, Rádio Timbaúba FM April 24, 2004, in Timbaúba, Brazil
Samuel Romã, Radio Conquista FM April 20, 2004, in Coronel Sapucaia, Brazil
Luiz Antônio da Costa, Época July 23, 2003, in São Bernardo do Campo, Brazil
Nicanor Linhares Batista, Rádio Vale do Jaguaribe June 30, 2003, in Limoeiro do Norte, Brazil
Domingos Sávio Brandão Lima Júnior, Folha do Estado September 30, 2002, in Cuiabá, Brazil
Tim Lopes, TV Globo June 3, 2002, in Rio de Janeiro, Brazil
Zezinho Cazuza, Rádio Xingó FM March 13, 2000, in Canindé de Sáo Francisco, Brazil
José Carlos Mesquita, TV Ouro Verde March 10, 1998, in Ouro Preto do Oeste, Brazil
Manoel Leal de Oliveira, A Regiao January 14, 1998, in Itabuna, Brazil
Edgar Lopes de Faria, FM Capital October 29, 1997, in Campo Grande, Brazil
Reinaldo Coutinho da Silva, Cachoeiras Jornal August 29, 1995, in São Gonçalo, Brazil
Aristeu Guida da Silva, A Gazeta de São Fidélis May 12, 1995, in São Fidélis, Brazil
Marcos Borges Ribeiro, Independente May 1, 1995, in Rio Verde, Brazil
Zaqueu de Oliveira, Gazeta de Barroso March 21 1995, in Minas Gerais, Brazil
Joao Alberto Ferreira Souto, Jornal do Estado February 19, 1994, in Vitória da Conquista, Brazil

3 Journalists Killed in Brazil/Motive Unconfirmed Terminology explained

Jorge Lourenço dos Santos, Criativa FM July 11, 2004, in Santana do Ipanema, Brazil
Mário Coelho de Almeida Filho, A Verdade August 16, 2001, in Magé, Brazil
Natan Pereira Gatinho, Ouro Verde January 11, 1997, in Paragominas, Brazil

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Reportagens sobre Luiz Couto propiciam Prêmio Vladimir Herzog

A série de reportagens “Deputado Luiz Couto, o padre censurado pela Igreja Católica”, publicada no site “Congresso em Foco”, recebeu a menção honrosa na categoria internet do 31º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. O prêmio Herzog foi criado pelo Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, em 1979, e é a principal premiação na área de Direitos Humanos do jornalismo brasileiro.

As reportagens, escritas pelo editor do site, Edson Sardinha, que inicialmente seria sobre o trabalho realizado pelo parlamentar no combate ao crime organizado, acabou repercutindo mais do que o esperado devido às suas opiniões sobre dogmas da igreja católica.

As polêmicas declarações de Couto sobre o uso de preservativos, o celibato clerical e a intolerância em relação aos homossexuais foram reproduzidas em vários veículos de comunicação. Ao tomar conhecimento da entrevista, o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, pediu o afastamento do padre-deputado de suas atividades sacerdotais. A punição provocou forte reação de movimentos dos Direitos Humanos e de setores da própria Igreja Católica, que não se conformaram com a condenação sumária do sacerdote.

Eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Luiz Couto só retomou seu direito de exercer o sacerdócio um mês depois, quando, pressionado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o arcebispo da Paraíba revogou a suspensão.

Luiz Couto tornou-se um dos principais alvos do crime organizado no país por sua atuação à frente da CPI dos Grupos de Extermínio no Nordeste, que se destacou pelo trabalho realizado, sobretudo, em Pernambuco e na Paraíba.

A morte do advogado Manoel Mattos, em 24 de janeiro deste ano, levou integrantes da bancada do PT na Câmara Federal a solicitarem ao Ministério da Justiça proteção da Polícia Federal . Segundo o próprio site, o histórico do deputado-padre e sua militância na defesa dos Direitos Humanos levaram o “Congresso em Foco” a publicar o perfil “Padre, deputado e adversário do celibato”.

Da Ascom do deputado

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Revolta de Raposeiro

Sempre fui torcedor do Campinense Clube, raposeiro mesmo. Tá bom, nunca fui muito de ir ao campo ficar nas arquibancadas, mas sempre tive como meu time, a Raposinha Feroz. É um orgulho ter meu time num campeonato brasileiro e torcer para que ele consiga ficar por lá. Atualmente a luta é para permanecer na série B.

No entanto, fico chateado sempre que desconfio de falcatrua. Mesmo contra o arquirival, o Treze. É muito chato saber que os juízes se vendem, que os cartolas interferem e que muitos torcedores acham que "vale tudo" para ser campeão. Eu fã do Campinense, mas acho que a vitória só vale quando é digna.

Esta semana a Raposa perdeu de 6 a zero do time do Botafogo de João Pessoa. Já seria triste o suficiente se fosse só a goleada para me entristecer. Mas tem mais. Tem a desconfiança de que a derrota pode ter sido armada. Antes de me chamar de mau perdedor,companhe comigo a ordem dos fatos:

O Campinense vinha mal financeiramente, os salários já começavam a atrasar. O presidente do Clube resolve ir pedir ajuda ao governo do estado para poderbancar suas despesas. O vice-governador, Luciano Cartaxo, recebe o presidente e resolve ajudá-lo.

Em outro ponto do mundo está a Copa Paraíba acontecendo e Treze e Botafogo disputam o título de campeão da primeira fase. Ambos estão empatados no número de pontos e o saldo de gols pode ser o diferencial. Há ainda um jogo para cada um. Botafogo x Campinense e Treze x Queimadense. Os dois jogos aconteceriam ao mesmo tempo. Claro que os dois técnicos interessados no resultado do adversário acompanha o resultado.

Mas acontece de Botafogo começar a ganhar por um, dois, três a zero. Nessa hora, a energia no estádio do Treze cai e o jogo precisa ser adiado para o dia seguinte. Depois disso, o jogo entre o Belo e a Raposa tem maisgols. Resultado final: Botafogo 6, Campinense zero. Assim, o Treze precisaria vencer com mais de seis gols para ser campeão do 1ª fase.

Não deu. O Galo venceu a Queimadense por 3 a 1 e ficou em segundo lugar. O Botafogo venceu. Agora um último fato. O vice-governador é conselheiro do Botafogo.

Para quem não entendeu, vamos colocar de outra forma: um conselheiro do Botafogo liberou uma verba estatal para o Campinense que perdeu de goleada e garantiu o título para o time do vice-governador. Há também a "coincidência" de que somente depois que o jogo do Treze foi adiado é que a goleada se efetivou. Há quem diga que o placar seria menor, mas sem ter como avaliar quantos seriam os gols do Galo, a Raposa abriu as portas para garantir.

Claro que isso tudo é o que o povo fala. Pois apesar de ser fã da Raposa, não entendo nada de futebol.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Assaltantes atacam carro da TV Correio e levam R$ 12 mil

Dois assaltantes abordaram um carro do Sistema Correio de Comunicação que vinha de Campina Grande para João Pessoa. O fato aconteceu na tarde desta segunda-feira (5), nas proximidades da Estação Ferroviária da Capital.

De acordo com depoimento das vítimas, a abordagem aconteceu por volta das 14h30 de hoje, quando a gerente da Sucursal da empresa em Campina Grande, Luzia de Marilac, e o motorista Jurandir dos Santos pararam com o carro da empresa no semáforo obedecendo ao sinal vermelho.

Os bandidos armados, em uma moto, se aproximaram do carro exigindo que eles entregassem tudo o que havia no veículo e levaram um malote com pelo menos doze mil reais (sendo R$ 8 mil em espécie e cerca de R$ 4 mil em cheques), uma câmera de vídeo modelo PD - 170, dois celulares (um da empresa e um do motorista) e uma bolsa contendo dinheiro, documentos e outros objetos pessoais pertencentes a gerente da sucursal.

A notícia de Adriana Costa pode ser lida na íntegra clicando aqui.

MP recomendou que imprensa pare de mostrar presos sem autorização

Os Ministérios Públicos da Paraíba e Federal emitiram uma recomendação conjunta aos órgãos da imprensa local para parem de exibir imagens de pessoas detidas pela polícia ou encarcerados sem a autorização deles ou de advogado, defensor público, juiz ou membro do MP.

Eu sei que há quem discorde, mas mais uma vez a justiça precisa reafirmar o óbvio. As pessoas têm o direito de não quererem ser fotografadas ou filmadas em situação que as constranja.

É, eu sei, são criminosos. Mas não é desrespeitando os direitos deles que se vai corrigí-los. A justiça tem que ser exemplo para gerar transformação. E não a palmatória do mundo.

Volto ao ponto de que devemos rediscutir certas leis. Digo rediscutir, não desrespeitar. Afinal, estamos ou não numa democracia? Nós temos direito, e portanto, poder para mudar as leis. O povo tem o poder de opinar e decidir quais serão nossas leis.

Não podemos é ficar com o pensamento de "ah, eu não gosto desta lei, não vou cumprir". Para mim, isso é ser injusto. Mostrar o rosto de alguém que não quer ser mostrado porque ele está preso é injusto.

domingo, 4 de outubro de 2009

A boa e velha política paraibana

Passado o prazo final para filiações partidárias, e um gosto amargo ficou na boca de alguns dos principais personagens do pleito de 2010. Depois de tantas brigas internas, é difícil dizer quem saiu com saldo positivo deste último mês.

Talvez seja mais fácil avaliar quem perdeu mais. Se Ricardo Coutinho, que teima em protelar sua já sabida candidatura e firmar parceiros, ou se Cássio Cunha Lima, que pressionou até onde pôde seu partido e perdeu a queda de braço com Cícero.

Ricardo viaja, fala para todo o Estado, mas diz ser cedo para montar candidatura e alianças. Talvez por conta disso tenha perdido vários aliados e diretorianos em seu partido. Eles tinham medo que seu presidente os obrigasse a fazer alianças que não queriam.

Por outro lado, não teve o apoio que esperava dos tucanos, apesar de algumas adesões, já que o presidente do PSDB, Cícero Lucena, fincou pé contra Ricardo e o ex-governador acabou cedendo. Assim, sem definir quem "aceitará" para apoiá-lo em 2010, Ricardo ficou sem um, nem outro.

Já Cássio, que imaginava voltar dos EUA e gerar grande comoção, descobriu que se demorasse mais, o povo dos mais de um milhão de votos poderia acabar o esquecendo. Pior, descobriu que nem em seu partido ele é tão forte quanto pensava.

O menino esperneou, brigou, soltou farpas e até anunciou uma coletiva, certamente para pressionar o senador Cícero, mas não deu. Acabou dizendo o que já havia dito, reclamou do que já havia reclamado e frustrou quem esperava ouvir dele uma bomba, ou pelo menos alguma novidade.

Deste fragmentado quadro político, se esconde, por aqui e por ali, o governador José Maranhão, que evita anúncios políticos, mas que joga bem o xadrez com as peças que tem. Nomeando um aqui, retirando uma verba da prefeitura acolá, o governador vai promovendo a discórdia entre os seus potenciais adversários.

Parece que as "novas forças políticas" ainda não aprenderam a lidar com os velhos truques e com a esperteza das raposas velhas que mandam há tempos na política paraibana. E se, há um ano, a vitória de Ricardo era dada como certa e fácil em 2010, agora, há um ano da eleição, não parece mais tão fácil assim.

Previna-se contra falhas do Google

Achei este texto, qie segue abaixo numa de minhas buscas pela Internet e acho que vale a pena guardar algumas destas dicas de como fazer backup das informações que guardamos na Web. Ainda mais nestes tempos de Google Docs, informações nas nuvens e de problemas no Gmail. A fonte é a Revista Info, da editora Abril. Aproveitem.

--
E-mails, fotos, vídeos, textos, compromissos, postagens em blogs... Os serviços do Google armazenam uma série de informações. Mas, muitas vezes, falham. Para não correr o risco de ficar sem o que precisa devido a uma pane no serviço, manter backup de todo o seu conteúdo online ou adotar serviços sobressalentes é uma atitude sábia. Confira como fazer isso.

Gmail
Quem tem Gmail e outra conta num provedor de internet pode usar a segunda conta para fazer backup do serviço do Google. Outra opção é adotar o programa Gmail Backup para copiar as mensagens para o disco rígido.

YouTube
Salvou seus vídeos favoritos no YouTube, mas não quer correr o risco de que um deles saia do ar? Baixe-o para o HD com um programa como o YouTube Downloader.

Orkut
Quem tem perfil no orkut pode fazer download dos contatos e dos scraps. Para fazer o download dos amigos no serviço é possível usar recurso da própria rede social. O serviço O Curioso ajuda na hora de fazer backup dos scraps.

Google Docs
O próprio aplicativo online do Google traz uma opção de backup de vários documentos de uma só tacada. Veja como usar esse serviço, que exporta arquivos no formato HTML.

Picasa
É possível fazer backup das fotos armazenadas no serviço Picasa Álbuns da Web rapidamente pelo programa Picasa que muita gente usa para organizar imagens e enviá-las para o serviço de compartilhamento

Calendário
No caso do Google Agenda, uma boa medida de segurança é sincronizar a agenda online com um programa local como o Outlook. É o que faz o programa SuncMyCal. Outra solução é usar o Calgoo, que cuida sincronização e ainda mantém uma cópia em seu próprio site.

Reader
Usuário do Google Reader? Dá para fazer backup de forma separada das notícias RSS baixadas no serviço e depois importá-las para outro leitor de RSS. Também é possível fazer cópia apenas os itens marcados com estrela.

Blogger
Suas postagens no Blogger, o serviço de blogs do Google também podem ganhar cópia de segurança. O Blogger Backup transfere essas informações para o disco rígido do seu computador. Quem preferir pode fazer o backup em outro serviço de blog com a ajuda de um programa como o Live Writer, da Microsoft.

Anotações
Usuários do Google Notas, o serviço que o Google deixou de atualizar, também podem migrar suas informações para outros serviços, como o Evernote.

Da Revista Info

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

A Internet é demais!!! Você sabe quem é Alexandre Garcia?

A internet é mesmo muito legal. Hoje, depois de ouvir mais alguma loucura vinda de Alexandre Garcia, resolvi fazer uma pesquisa no Google sobre ele. Eu tentava descobrir o porquê de tanta amargura naquele coraçãozinho grisalho.

Rapaz, pois eu encontrei que o camarada já trabalhou para a ditadura (mas disso eu já sabia) e que foi demitido depois de posar seminu para uma revista masculina (?) da época. Ele teria ainda falado de sua vida sexual.

"Foi correspondente no exterior pelo Jornal do Brasil e depois subsecretário de imprensa e porta-voz da Presidência da República por 18 meses, no início do governo do general João Figueiredo. Foi demitido depois de posar semi-nu para a revista, "Ele e Ela," deitado em uma cama." Wikipedia

Se você acha que eu estou falando bem da Internet só por isso, saiba que eu encontrei, sem muito esforço, achar a tal foto! Que reproduzo para que você, meu caro leitor, possa ver também. Não que seja uma bela visão, mas vale ver e ficar lembrando quando for assistir o Bom Dia Brasil ou ouví-lo no rádio.


A foto foi achada no blog De Propósito

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Caco Barcelos fará palestra em João Pessoa

Em mais de 30 anos de experiência, dois prêmios Jabuti de literatura não-ficção, três livros publicados, cobertura de guerras, catástrofes e grandes reportagens investigativas, o jornalista Caco Barcellos vem à Paraíba no dia 04 de outubro, dentro da programação da Feira do Empreendedor 2009, para falar de Empreendedorismo, uma habilidade que faz muita diferença na sua profissão.

Acomodação é uma palavra que não consta no vocabulário do jornalista. Mesmo trabalhando em veículos líderes de audiência, sempre buscou inovar e até mesmo transgredir para criar produtos que alcançassem espaço na programação. Seu mais recente e atual projeto; o programa ‘Profissão Repórter’, apostou no empreendedorismo de uma equipe jovem e usou uma receita antiga e simples: o velho jornalismo na rua, sujando os sapatos para garimpar boas histórias. Altos índices de audiência e uma popularidade incrível fazem o jornalista afirmar que é possível sim ser empreendedor em qualquer profissão.

A palestra 'Empreendedorismo nas Profissões' será focada nas características de um empreendedor de sucesso; relacionando-as com a sua trajetória profissional, as superações e os desafios que enfrentou e ainda enfrenta diariamente.

O repórter, e ex-taxista, contará também outras histórias de empreendedorismo que viu nas suas andanças, os fatos inusitados, os casos de sucesso, as dificuldades e barreiras de pessoas que em meio à competitividade e ao individualismo da sociedade atual, conseguem criar novas alternativas para melhorar suas realidades.

Do site Turismo em Foco

Jornalistas multados por falarem a verdade

O mundo está mesmo perdido, três jornalistas foram condenados a pagar uma indenização de R$ 50 mil por terem chamado Fernando Collor, aquele da Casa da Dinda, do PC Farias, dos caras pintadas, vejam só, de "corrupto, ladrão e chefe de quadrilha".

Bem, fico agora me perguntando o que diabos os jornalistas farão para viver. Porque não precisa mais ser jornalista para trabalhar em jornal e ainda por cima, quando um resolve falar a verdade é processado!

Assim sendo, fica o aviso. Você que é jornalista, nem pense em escrever nada que não venha das fontes oficiais ou em releases autorizados! Ah, e se você receber um release e perceber que a boa história está nas entrelinhas, nem pense em mudar o foco do texto enviado.

Confira a notícia publicada pela Agência Brasil, abaixo:

Justiça condena jornalistas por danos morais contra Fernando Collor

O juiz substituto de desembargador Renato Ricardo Barbosa, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), decidiu que a editora Dom Quixote, responsável pela revista Brasília em Dia, e os jornalistas Franklin Martins e Marcone Formiga devem pagar uma indenização de R$ 50 mil por danos morais ao ex-presidente e atual senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL). O motivo foi uma entrevista de 2005 feita pelo jornalista Franklin Martins, então comentarista político da Rede Globo e hoje ministro-chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

A indenização deverá ser dividida pelos três réus, e a publicação deve abrir espaço para Collor com o mesmo tamanho da entrevista original.

Segundo nota divulgada pelo TJ, o texto da decisão afirma que “o político teve a honra e a imagem maculada depois de ter sido chamado de corrupto, ladrão e chefe de quadrilha”.O ministro informou, por meio de sua assessoria, que vai recorrer da decisão. O jornalista Marcone Formiga, responsável pela editora Dom Quixote, também disse que vai recorrer da decisão, que deve ser questionada sob o ângulo da recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que extinguiu a Lei de Imprensa.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Até que demorou para começar: Folha e Globo regulam Twitter de funcionários

Os funcionários da Folha de S. Paulo e da Rede Globo receberam, esta semana, comunicados que impõem uma série de restrições ao uso do Twitter.

No caso do jornal impresso, a recomendação serve para os autores não anteciparem “furos” jornalísticos na rede de microblog (a mesma norma vale para blogs) e não assumirem posições partidárias; limitando-se a, eventualmente, “fazer rápida menção para texto publicado no jornal, com remissão para a versão eletrônica da Folha”.

A informação foi adiantada anteontem pelo jornalista José Roberto de Toledo e diretor do PrimaPágina, que colabora com vários veículos de comunicação, entre eles, a Folha. No seu blog, Toledo escreveu também que os trabalhadores “não devem colocar na rede os conteúdos de colunas e reportagens exclusivas”, por serem reservados apenas aos leitores da Folha e assinantes do UOL.

Coincidência ou não, a Globo, ontem, também enviou um comunicado interno a fim de normatizar o uso das mídias sociais, de acordo com o blog Radar On-Line, da Veja. As regras da emissora, porém, são um pouco mais rigorosas.

É proibido, agora, “a divulgação ou comentários sobre temas direta ou indiretamente relacionados às atividades ligadas à Globo; ao mercado de mídia ou qualquer outra informação e conteúdo obtidos em razão do relacionamento com a Globo”.

Sob a alegação de proteger seus “conteúdos da exploração indevida por terceiros, assim como preservar seus princípios e valores”, a emissora diz que seus contratados só poderão ter blog e Twitter vinculados a outros veículos de comunicação mediante autorização da Globo.

Pelo que se pode entender, isso significa que os artistas da Globo, que, em geral, possuem milhares de seguidores, não possam mais comentar sobre a rotina na emissora, ou sobre algum programa veiculado numa concorrente. E seus blogs, hospedados em outro lugar fora dos domínios da Globo, talvez, deixem de existir.

É o primeiro movimento de grandes veículos de comunicação nacionais para criar uma cartilha restritiva sobre o uso do Twitter. Nos Estados Unidos, a ESPN, mês passado, proibiu que seus funcionários “tuítassem” informações e opiniões esportivas em seus perfis. A justificativa foi a mesma das nacionais Globo e Folha de S.Paulo: preservação e exclusividade de conteúdos.

The New York Times e CBS, todavia, navegam em outra maré. Muitos dos seus funcionários possuem blogs e perfis no Twitter, que servem como complementação dos conteúdos publicados pelas “mídias oficiais”.

Da Info Plantão

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Mesmo sem gasto mínimo com Saúde, Cássio tem contas aprovadas

Mesmo tendo as contas contestadas por auditores do Tribunal de Contas do Estado e não cumprir os gastos mínimos com educação e saúde, o menino Cássio, teve suas contas, relativas ao último ano no governo, aprovadas mais uma vez.

Durante todos os anos em que esteve à frente do Estado, Cássio sempre contou com a "colaboração" dos conselheiros do TCE que, apesar das denúncias do Ministério Público e dos próprios auditores do Tribunal, para que as contas sejam aprovadas.

Este tema já foi apontado com chacota na mídia nacional, que descobriu que o TCE da Paraíba tem como conselheiro Fernando Catão, irmão da mãe de Cássio, Nominando Diniz, coordenador da campanha de Cássio em 2002 e nomeado por ele para o Tribunal e Fábio Nogueira, que era vice-líder do governo Cássio na Assembleia quando foi nomeado para o TCE, em 2006. Destes três, apenas o tio averbou-se suspeito.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Acredite se quiser: UFPB é eleita melhor faculdade de Jornalismo do NE

Revista IMPRENSA divulga lista com melhores cursos da região nordeste

Segundo a avaliação feita pelo "Guia IMPRENSA - As melhores faculdades de jornalismo do Brasil", os cursos mais bem posicionados da região nordeste foram a Universidade Federal da Paraíba, as Faculdades Integradas de Patos, a Universidade Potiguar e o Centro Universitário Jorge Amado (Veja lista completa abaixo).

Para avaliar as faculdades, foram utilizados critérios como titulação e experiência profissional do corpo docente, infraestrutura e experiência laboratorial, projeto pedagógico e presença no mercado de trabalho.

Conheça as melhores faculdades de jornalismo do nordeste
01 Universidade Federal da Paraíba, UFPB (João Pessoa, PB)
02 Faculdades Integradas de Patos, FIP (Patos, PB)
03 Universidade Potiguar, UnP (Natal, RN)
04 Centro Universitário Jorge Amado, UniJorge (Salvador, BA)
05 Faculdade Dois de Julho, F2J (Salvador, BA)
06 Universidade Federal de Alagoas, UFAL (Maceió, AL)
07 Faculdade Maurício de Nassau (Recife, PE)
08 Faculdade Social da Bahia, FSBA (Salvador, BA)
09 Faculdade Sete de Setembro, FA7 (Fortaleza, CE)
10 Universidade Estadual da Paraíba, UEPB (Campina Grande, PB)

Como foi feito
Todas as instituições de jornalismo do Brasil podiam participar do ranking. Algumas, no entanto, recusaram-se alegando que participar de um estudo desses não faria parte da política da faculdade, e ainda outras foram desconsideradas, ou porque enviaram dados fora do prazo ou porque esses dados estavam incompletos. A primeira fase do Guia começou há um ano, quando jornalistas freelancers foram contratados para visitar cada uma das faculdades e entrevistar os coordenadores de curso, apurando as condições físicas, o currículo das disciplinas, os projetos de jornal laboratório. Essas informações foram incluídas em um banco de dados, utilizado como referência para ponderar e avaliar os critérios definidos por uma comissão de profissionais das áreas de jornalismo impresso, televisão, rádio, webjornalismo, assessoria de imprensa e do movimento sindical.

Após esse primeiro levantamento, a equipe do Guia estabeleceu uma pontuação específica para os parâmetros e atribuiu notas em cada um dos critérios, analisando os relatórios de visitas. Para isso, utilizou como referência tanto as exigências mínimas do Ministério da Educação quanto as indicações da comissão profissional em cada área de atuação. Por último, IMPRENSA elaborou uma pesquisa amostral no universo de 25,1 mil editores em todo o território brasileiro, perguntando em quais faculdades eles cursaram jornalismo e quais são as instituições de origem por eles preferidas na contratação.

A soma de todos esses critérios, com diferentes pesos, gerou o ranking dos cursos de jornalismo do "Guia IMPRENSA". O estudo leva em conta os aspectos acadêmicos, mas também valoriza projetos que tenham o reconhecimento do mercado de trabalho e estejam atualizados com as novas exigências do atual panorama profissional, com as atribuições agregadas ao profissional de jornalismo, os novos postos de trabalho, o domínio das várias plataformas e das tecnologias digitais.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Uma imagem fala mais que mil palavras (relembrando)

Depois de entrevistar o ex-deputado Ricardo Barbosa, líder de Cássio Cunha Lima na Assembleia Legislativa e de ouvir dele que vai deixar o PSDB para apoiar a candidatura de Ricardo Coutinho ao governo do Estado em 2010, só me lembrei de um post antigo, de setembro de 2007, deste mesmo blog (clique aqui e veja), em que eu endossava o que insinuava a jornalista Claudia Carvalho com a publicação desta foto de Rizemberg Felipe.

Aliás, gostaria de aproveitar e pedir respeito à propriedade das imagens. Muita gente copiou e publicou esta imagem sem dar os devidos créditos, inclusive supostos "grandes sites de notícias".

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Sem diploma, mas não sem juízo

A queda da exigência do diploma de jornalista trouxe situações, no mínimo, inusitadas. Trabalho ao lado da redação de um dos grandes jornais na Paraíba e presencio, vez ou outra, uma arenga por lá.

Numa delas, me chega uma mocinha para conversar com a editora chefe do jornal. Ela quer ocupar uma vaga no diário, mas veja quais são os argumentos da moça: "O meu avô, bam-bam-bam, falou com o dono da empresa, que me disse para vir falar com você. Eu sou estudante de jornalismo".

A editora, já impaciente pela "ingerência" e com o pedantismo da moça, perguntou em que período a moça estava no curso. "No primeiro", respondeu. De onde eu estava, vi a editora engasgar e procurar as palavras certas. "Minha filha, prepare seu currículo e, quando estiver no quarto período, volte para a gente conversar".

Mas se você acha que a mocinha deu-se por satisfeita, enganou-se. "Mas se não há mais a necessidade do diploma? Não tem como me encaixar em algum lugar, não?" A menina é insistente, mas a editora é mais! "Minha filha, a exigência caiu, mas eu continuo exigindo o diploma de quem for trabalhar comigo!". Concordo em gênero, número e grau.

Outro caso legal foi o de um camarada que escreveu um artigo falando bem da decisão do STF contra os jornalistas e o enviou para que o jornal publicasse. Depois de insistentes ligações para a mesma editora do primeiro "causo", o pretenso articulista reclamou: "mas cadê a liberdade de expressão? Com a decisão do STF não se pode proibir alguém sem diploma de escrever no jornal!", disse indignado.

A angélica editora tomou ares de diabo e disse que se ele quer falar mal da classe dela que procurasse outro jornal. "Estudei quatro anos e não preciso ouvir, nem ler isso", disse ao camarada, que de certo acreditou que com o fim da exigência do diploma os jornais passariam a publicar todo e qualquer texto enviado a eles. Meu amigo, acabou-se foi a exigência do diploma, não mataram os jornalistas, não. Continua tendo gente com juízo nas redações (não muita, mas ainda tem).

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Xuxa abre twitter e é escrachada por erros de português

Um episódio (clique aqui para ler sobre) envolvendo o twitter da Xuxa somado a outras visitas que já fiz a blogs de "celebridades" me fizeram lembrar do que me disse um dia um tio, que trabalhou numa revista e que tinha acesso a este tipo de figura. Ele dizia, "se você é fã de uma celebridade, procure não conhecê-la. Você vai se decepcionar".

O G1 e o Uol, acredito que também outros portais, têm um leque de "famosos" mantendo blogs. Em uma visita rápida é possível perceber que a maioria não tem conhecimento mínimo da língua portuguesa. Pior, os que parecem dominar minimamente são tão vazios de conteúdo que dá raiva. Raiva porque têm milhares de leitores e podiam aproveitar para acrescentar algo.

Gente que nas entrevistas que assistimos por aí parecem ser interessantes, parecem ter causas, parecem até ser merecedores de fãs. No entanto, quando você vai ler os blogs, que decepção. Banalidades, besteiras e ego. Muito ego inflamado. A vaidade é o pior dos pecados.

Ah, Internet que aproxima e dá voz a todos.
Ah, Internet que acaba com sonhos e destrói ídolos!
Ah, Internet cruel!

Photoshop: Microsoft edita foto e troca homem negro por branco em anúncio

A BBC publicou uma notícia esta semana repercutindo a edição de um anúncio da Microsoft. Segundo ela, a empresa editou, muito mal aliás, a foto em que apareciam um homem branco, um asiático e um homem negro. No entanto, a cabeça do homem negro foi "substituída" pela cabeça de um homem branco. Mas esqueceram (ai ai ai) de substituir também as mãos. Leia a notícia completa clicando aqui.


"A foto, que mostrava empregados sentados ao longo de uma mesa de reunião, apareceu em sua versão original no site da empresa nos Estados Unidos. Mas no seu site para a Polônia, a gigante do software trocou a cabeça do homem negro por um homem branco, mas deixou a mão do homem intocada. A Microsoft disse que retirou a imagem de seu site e que investigará quem foi o responsável pelas mudanças na imagem. A empresa pediu desculpas formais pela gafe", contou a BBC.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

PEC dos jornalistas chega à CCJ da Câmara Federal

Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados recebeu a Proposta de Emenda à Constituição que visa restabelecer a obrigatoriedade do diploma em jornalismo para exercício da profissão. Além disso, o deputado Maurício Rands (PT-PE) foi indicado como relator da matéria.

A PEC de autoria do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) será analisada na CCJ e, se aprovada, uma Comissão Especial dará agilidade à Proposta até que ela seja encaminhada para votação em plenário, segundo garantiu o Presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), a Pimenta.

Por meio de nota à imprensa, o Gabinete do Deputado lembrou que, no início de agosto, Pimenta enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de audiência com o Ministro Gilmar Mendes com objetivo de discutir alternativas à decisão que julgou inconstitucional a demanda de graduação para exercício do Jornalismo.

Com Portal Imprensa

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Diário de um Civic: Fusca lidera ranking dos 'fora de linha' mais vendidos

O blog Diário de um Civic traz o ranking dos carros "fora de série" mais vendidos. De janeiro a julho já foram comercializados 107 mil unidades do Fusca. Escort, Monza, Chevette e Kadett também têm boa aceitação no mercado. Clique aqui e confira.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Multas demais?!? Para mim está é faltando guarda!

Absurdo! Acho que na verdade o vereador Hervásio Bezerra (PSDB) não dirige nesta cidade de loucos ao volante. Se houvesse o número correto de guardas e fiscais, o número de multas seriam dez vezes maior. Pelo menos!

Hervásio andou denunciando que acreditava existir uma industria de multas na cidade de João Pessoa, mas eu, que dirijo por aqui, e aliás já denunciei as danações do trânsito locas aqui no blog, digo: Ainda é preciso multar muita gente, viu?

Eu saio de casa e até o trabalho uso quase que exclusivamente uma só avenida. É o suficiente para quase ser assassinado por vários ônibus, que usam sempre mais de uma faixa ao mesmo tempo, corro o risco de ser abatido por algum motorista apressado que corta as pistas sem sinalizar, entre outras.

Nas últimas semanas percebi uma nova "moda" no trânsito de João Pessoa. Os motoristas que vão entrar na avenida param na esquina, olham para ver se vem carro. Constatam que vem e entram na frente! Se vai entrar de todo o jeito, para quê olhar?!?

Ai meu Deus, queria eu ter um bloquinho de multas. Aí sim, Hervásio ia ver o que era multa demais!!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Ronaldo Cunha Lima é citado em novos atos secretos no Senado

Uma lista de 468 atos secretos surgiu na noite desta quarta-feira (12) no Senado. Foram emitidos há cerca de dez anos para nomeações, demissões e gratificações. Entre os atos, está o do então senador Ronaldo Cunha Lima, pelo PSDB da Paraíba, na época primeiro secretário e responsável pela administração, que nomeou o filho.

Outros atos alteram a estrutura de cargos e pessoal nas áreas de telefonia, biblioteca, serviço médico, segurança e comunicação. Criam funções de confiança para diretorias. E tratam até de folha de pagamento.

A lista foi entregue e divulgada pelo Jornal da Globo, que teve acesso com exclusividade e mostrou a documentação para nomear e dispensar funcionários dos gabinetes, da gráfica e do serviço de processamento de dados do Senado.

Tanto o Jornal da Globo, quanto a produção do Bom Dia Paraíba tentaram ouvir o ex-senador Cunha Lima, mas ele não retornou as ligações. Os atos secretos agora descobertos foram postados na rede de computadores do Senado no dia 29 de maio.

Entre 1998 e 1999, quando o senador Antônio Carlos Magalhães, na época ligado ao PFL, hoje renomeado para DEM, era o presidente do Senado, os atos secretos foram incluídos em boletins suplementares, e só agora disponibilizados na rede de computadores do Senado, depois que a comissão de sindicância iria terminar o trabalho com os atos secretos anteriores.

O primeiro secretário do Senado, senador Heráclito Fortes (DEM), encomendou uma investigação para descobrir novos atos secretos. Ele ficou surpreso. "Uma surpesa. Vem a ser um absurdo. Além de um crime, é uma irresponsabilidade. Torna totatalmente inseguro o trabalho feito. Nada me garante que algum maldoso, perverso, não tem ato secreto na sua gaveta", afirmou.

Com G1 e Bom Dia Paraíba

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Jornalista é baleada em cena de violência em Campina Grande

Uma professora da faculdade Unesc, foi abordada por três homens armados, nesta quarta-feira (4), no centro de Campina Grande. Os bandidos levaram a professora, no seu automóvel, um Honda Civic de cor prata, placa MNV 1041, a uma agência bancária. A quantia sacada pela vítima não foi informada pela polícia.

Em seguida, seguiram em direção ao bairro Catolé e abordaram dois jornalistas, Walderedo Borba e sua irmã, Carla Borba. Na ação, os assaltantes atiraram contra as vítimas que foram atingidas e encaminhadas ao Hospital Antônio Targino.

A jornalista contou que não havia entendido se tratar de um assalto e tentou sair com o carro e que por isso acabou sendo baleada. Segundo ela, mesmo ferida, ainda pôde conversar com os agressores. "Expliquei que não conseguia cooperar pois não podia mexer o braço", contou.

Os irmãos informaram que quando os assaltantes viram o sangue, ficaram nervosos e fugiram. Carla ainda usou o próprio celular e ligou para uma médica amiga que preparou sua chegada no hospital Clipse, de onde foi transferida mais tarde para o Antônio Targino.

Após cometer esses assaltos, os bandidos deixaram a professora próximo a sua residência e fugiram no seu carro. A polícia está realizando buscas pelos bandidos. Walderedo Borba, que teve o celular levado, foi atingido no abdômen e já recebeu alta, já a jornalista Carla Borba foi atingida na clavícula e continua internada no hospital com a bala ainda alojada no corpo. Mesmo assim, as informações médicas são de que ela não corre mais risco de morte.

Da Redação do Paraíba 1

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Pingos nos is

Por conta da repercussão do último post no Blog da Redação (clique para ler) achei que devia fazer algumas considerações em relação ao que tem sido comentado pelos internautas leitores deste portal. Assim, quero esclarecer que não tenho nada contra e nem nenhuma crítica a fazer aos meus colegas do Sistema Correio. O ponto não é este.

Temos, enquanto profissionais da informação, que correr atrás de boas histórias para contar e lutar para ter notícias, matérias e entrevistas exclusivas, sim! Os radiofônicos sertanejos e toda a sua produção estão de parabéns. Seria um tolo se não reconhecesse isto. Conheço os jornalistas que correm atrás da notícia e que têm paixão pelo que fazem. Este tem que ser o espírito.

A minha crítica fica, no entanto, à preferência ou exclusividade que foi dada a um único grupo de comunicação. Se, por um lado, os veículos de comunicação desejam e buscam exclusividade, por outro lado os órgãos estatais deveriam se preocupar em distribuir a informação uniformemente, dando chance a quem quisesse participar.

Mas não foi isso que aconteceu. A Secretaria de Comunicação do Estado distribuiu informações da agenda do presidente na Paraíba e ofereceu um endereço para credenciamento. Assim, jornalistas viajaram horas, passaram outras tantas no sol e não conseguiram trocar nenhuma palavra com Lula. Não houve uma coletiva.

A Secretaria de Comunicação enviou um nota nesta quinta-feira (30) dizendo que nada teve a ver com a agenda do presidente e também teria sido surpreendida pela entrevista preparada no aeroporto de Campina Grande. Mas como o governador José Maranhão (PMDB) e o senador Roberto Cavalcanti (PRB) estavam na "comitiva" do presidente, é difícil acreditar nesta tese.

Texto originalmente publicado no Paraíba 1

sexta-feira, 17 de julho de 2009

"Eu tenho pena dele"

Zé Maroca se precipitou e andou falando demais quando estava ao vivo na Correio. Sei que muita gente já leu e até viu o vídeo abaixo, mas gostaria de deixar aqui o registro de mais esta pisada na bola. Ah, um detalhe: achei este vídeo como sugestão do Youtube para vídeos que estavam se destacando pelo número de acessos.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Cardim em xeque

Entrevistei um camarada com tremendo "ar íntegro" e que prometia arrumar e limpar a casa onde chegava. Isto foi há alguns meses, mas me convenceu. Achei que o cara podia estar só contando vantagem. No entanto, resolvi dar o crédito.

Era o diretor Dinamérico Cardim (foto do Paraíba1), do presídio do Roger, em João Pessoa. Ele me contava a dificuldade que teve para controlar o presídio logo que assumiu o cargo. "Passei várias noites dormindo lá para evitar que algum funcionário corrupto botasse tudo a perder. Afastei vários deles", me contou orgulhoso.

Ele me disse ainda que a superlotação e a estrutura precária do presídio tornam tudo mais difícil. O conheci numa circunstância bem específica, quando um flagrante para impedir o assassinato de dois presos foi feito. Me parecia um homem da lei.

Mas esta semana apareceu um vídeo em que um preso, e para mim não importa o que ele fez, aparece apanhando e os donos do vídeo garantem que é o próprio diretor quem comanda a sessão de espancamento. Não posso acreditar que o homem que disse lutar contra a corrupção tenha se corrompido.

O detento que aparece sendo espancado no vídeo é Carlos José dos Santos (25 anos), réu-confesso da Chacina do Rangel, quando sete pessoas de uma mesma família foram brutalmente assassinadas. A população revoltada já destruiu a casa do acusado e ele já está sendo taxado como monstro.

Eu entendo que a população, na sede por justiça, tente espancar, matar e fazer de exemplo este suposto assassino (suposto sim. Ele ainda não foi condenado. E graças a este espancamento, cedo ou tarde alguém vai duvidar da confissão dele). Agora, que os homens responsáveis por garantir a lei, a segurança e a ordem atropelem as regras para saciar suas próprias sedes, não posso aceitar.

Enfim, vi o vídeo e ele identifica apenas o preso. Seus agressores aparecem sempre de costas para a câmera e é difícil identificar pelas vozes se o diretor está entre eles. Espero, em nome da justiça, que ele não esteja envolvido. Afinal, corrupto não é só quem recebe propina.

Efraim emplacou mais uma

Não há um só escândalo do Senado que não envolva paraibanos. É incrível. E desta vez o implicado é: Efraim Morais!!! Acho que o pior negócio da vida política dele foi ter assumido esta Primeira Secretaria. Todo mês é uma bomba. E o pior é que não dá nem para culpar os veículos. As três revistas de maior circulação no país já fizeram denúncia contra o Democrata.

Mas sabe o que eu acho pior? Pior ainda que estar sempre na lista dos mais citados e investigados no Senado? O pior é ter gente por aí dizendo para quem quiser ouvir que quem sai por aí distribuindo documentos e histórias com a imprensa é um outro parlamentar. Um que tem fama de mafioso. Me parece que tem rato travestido de tucano.

“Só a empresa Ipanema foi obrigada a pagar R$ 300 mil reais por mês para o primeiro-secretário Efraim Morais”, diz a matéria da revista IstoÉ.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Pontos de Wi-Fi - João Pessoa

Vou iniciar uma coleta para ajudar os donos de equipamentos wireless. Vamos criar uma lista com todos os pontos gratuitos de Wi-fi de João Pessoa (Claro que podemos crescer para outras cidades também). Digo "vamos" porque espero a colaboração de todos que souberem de um ponto ainda não listado.

Para que dê certo, gostaria de receber por comentários novos pontos com o link do endereço do Google Maps. Se quem souber de um ponto enviar, teremos um mapinha legal para quem usa laptops ou mesmo celulares wireless.

Modo de busca: Cidade, local e link para o mapa do Google.

João Pessoa

Visualizar Locais com Wi-Fi grátis em João Pessoa em um mapa maior

Ou veja a lista completa abaixo:

Bairro dos Estados

- A Cubata Restaurante

Bancários

- Coelhos Bar e Restaurante (Por Wmoriah)

- Pizzaria Tomatelle

Bessa

- Bessa Grill (Por Vinicius)

Cabo Branco

- Hotel Xênius

Exibir mapa ampliado

Centro

- JR Hotel (por Rodrigo Medeiros)

Exibir mapa ampliado

Manaíra

- Shopping Manaíra

Exibir mapa ampliado

- Mag Shopping

Exibir mapa ampliado

- Tábua de Carne

Exibir mapa ampliado

Miramar

- Maison Savoir

Exibir mapa ampliado


Morada Nova (BR-230)

- Iesp Faculdades (Por Cacá Barbosa)


Ponta de Seixas

- Estação de Ciência, Cultura e Artes Cabo Branco

Exibir mapa ampliado



Tambaú

- Mandacaru Grill

Exibir mapa ampliado

- Toca do Cajú

Exibir mapa ampliado

- Orla - Projeto Jampa Digital

Tambiá

- Antares Publicidade (Por Ana Lucia, a pedido de @jrguerreiro)

- Shopping Tambiá

Exibir mapa ampliado

- Oficina do Pão

Exibir mapa ampliado


Aviso: Todos os pontos citados acima são
gratuitos, mas são voltados para clientes.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Morreu Michael Jackson, dizem...

Apesar de não acreditar na morte de Michael Jacson, achei uns links para discos dele na Internet e aí podemos lembrar da boa fase dele. Acho que ele estava muito cheio de dívidas e resolveu fugir para o mesmo lugar onde foi o sogro, Elvis Presley.

Michael Jackson - Number Ones (2003)

Best Of Michael Jackson

Michael Jackson Thriller

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Antes que fique velha: Marchinha pra seu Gilmar

Pela ordem, seu ministro
Explique essa decisão
Derrubar o meu diploma
É liberdade de expressão?

Estudei por quatro anos
Ralando que nem CDF
Pra ver meu diploma jogado
No lixo pelo STF

O senhor até falou
Explicando a decisão
Que jornalista e cozinheiro
Não dá risco pra nação

Oh, seu Gilmar, oh seu Gilmar
Você tirou o meu diploma
E eu não sei nem cozinhar

Culinária? Não entendo
Não faço nem ovo frito
Se soubesse, com certeza
Fritaria os do ministro.

Mas agora não tem jeito
Serei cozinheiro autônomo
Mas vou logo lhe dizendo
Seu Gilmar, se eu cozinho eu como

Oh, seu Gilmar, oh seu Gilmar
Você tirou o meu diploma
E eu não sei nem cozinhar

Carlos Nealdo

Não conhecia o camarada que escreveu, mas pelo blog dele, o cara tem umas idéias boas. Quem gostou da marchinha acima pode ler mais do mesmo autor clicando aqui.

Quem me apresentou foi o amigo Breno Barros, que por sua vez havia lido na coluna de Rubens Nóbrega do Correio da Paraíba.

sábado, 20 de junho de 2009

Oito contra 80 mil, Oito contra 180 milhões

Perplexos e indignados, os jornalistas brasileiros enfrentam uma das piores situações da história da profissão no país. Contrariando todas as expectativas da categoria e a opinião de grande parte da sociedade, o STF aboliu a exigência do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Perde a categoria e perdem também os 180 milhões de brasileiros, que não podem prescindir da informação de qualidade para o exercício de sua cidadania.

Leia Mais, veja integra da nota da FENAJ.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Num futuro não tão distante...

- Bom dia.

- Bom dia, pode sentar.

- Vim apresentar meu currículo, soube que vocês têm uma vaga na redação para jornalista.

- Pois é, nós estamos vendo quem contratar. Você tem experiência?

- Na verdade não. Só como estagiário. Acabei de concluir o curso.

- Não tem problema. Se quiser começamos a fazer o teste hoje.

- Tudo bem, quero sim. Mas quanto a empresa está pagando?

- Atualmente nós estamos pagando 300 reais.

- 300!?!

- É meu amigo, a crise tá grande.

- Mas, o sindicato não tem um piso salarial?

- Tem sim, mas sabe como é, a oferta é bem maior que a procura. Aliás, hoje mesmo já vieram aqui mais quatro pessoas. E para ser sincero, se ninguém aceitar este salário, tenho certeza que o motorista pode fazer o serviço enquanto não aparece alguém.

- ?!???

- Tem mais! Passe bem!

*Esta conversa é fictícia (será?)