sábado, 18 de outubro de 2008

MEC disponibiliza Obra Completa de Machado de Assis para download


O MEC resolveu fazer uma graça e disponibilizou gratuitamente a Obra Completa de Machado de Assis para download. As obras estão disponíveis em formato PDF e HTML.

O trabalho é resultado de uma parceria entre o Portal Domínio Público - a biblioteca digital do MEC - e o Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Lingüística (NUPILL), da Universidade Federal de Santa Catarina, o projeto teve como propósito organizar, sistematizar, complementar e revisar as edições digitais até então existentes na rede, gerando o que se pode chamar de Coleção Digital Machado de Assis.

Para baixar as obras e muitas outras coisas relacionadas a Machado de Assis clique AQUI.

Post copiado descaradamente do BLOG DO TEACHER

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Na mira de Serra

Depois de um mês de greve, José Serra diz que não vai negociar com grevistas "com a faca no pescoço".

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Olha que tombo!

Isto é que é escorregão!


Brincadeira. Na verdade a Secretaria de Comunicação da prefeitura de João Pessoa enviou umas fotos promocionais do projeto 'Tardes com Dança', na Estação Cabo Branco, e esta é uma delas.

Ney Suassuna vai a Campina para ajudar o PSDB

Veja como está a campanha em Campina Grande para este segundo turno. Nesta quinta-feira (15) deve chegar à Rainha da Borborema o peemedebista Ney Suassuna. Até aí tudo certo, mas ele chega para participar da campanha do PSDB.

Quem garante isso é assessoria de imprensa da coligação encabeçada pelo deputado Rômulo Gouveia, que atribui a informação original ao empresário Cassiano Pereira. Ele teria dito ainda que Suassuna deve participar de reunião com o governador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Não sei o que vão discutir ainda, mas sei da fama de financiador de campanhas do ex-senador Ney e sei que ele se sentiu abandonado por seu grupo quando das denúncias do caso "Sanguessuga".

Para quem ainda não sabe, em Campina Grande está sendo disputado o segundo turno das eleições para prefeito justamente entre Rômulo, do PSDB, e Veneziano Vital do PMDB, o mesmo partido de Ney. Ou seja, é uma misturada danada.

Só não é mais difícil de entender porque, não faz muito tempo, o principais peessedebistas de hoje estavam juntos com seus rivais no PMDB. Ainda está na memória dos paraibanos a "festa de fogos" que acabou marcando a separação do então grande grupo peemedebista.

Piadinha - Ney avisou que nestes segundo turno vai de "mala e cuia" para Campina Grande, mas o povo que vai recebê-lo mandou dizer que de cuia eles já estão cheios, que Suassuna traga só a mala. De preferência bem cheia!

sábado, 11 de outubro de 2008

Ainda eleições

As eleições na Paraíba, como em todo o Brasil, são marcadas por festas, arengas e por uma dose de corrupção e desrespeito às leis eleitorais. Este repórter viajou para fazer a cobertura do pleito em Campina Grande. Lá, o momento eleitoral é diferenciado do resto do estado porque, mesmo sendo uma cidade do interior, tem eleitores suficientes para ter um segundo turno.

E não deu outra. A divisão dos votos com um terceiro candidato acabou levando as eleições para o segundo turno. Nem a capital terá e isso fará com que todas as atenções políticas se voltem para a rainha da borborema.

Enquanto estive lá, procurei ação. Sempre soube que a compra de votos acontecia durante a noite e que, não importando a cor, a cooptação de votos era recorrente. Não pude encontrar. Soube sim, de festas e atécarreatas, mas não consegui comprovar nenhuma compra de voto.

No dia da eleição, 5 de outubro, passei por vários bairros e presenciei grupos com bandeiras e cantorias. Vi também bebendo na frente de casa, descumprindo a "lei seca" implantada pela Secretaria de Segurança. Ah, precisei procurar bastante para encontrar o exército na cidade.

Mesmo sem ver o exército na rua e tendo presenciado as infrações pelas ruas. Fiquei contente com o fato de que apenas uma pessoa, bêbada, foi levada para o ginásio Meninão, que foi cedido à justiça para prender os infratores.

Quando, voltando para João Poessoa depois de passada a eleição, ia pegar o ônibus da Real, estranhei. Duas filas para entrar no ônibus. Fui verificar o porquê da segunda fila e descobri que as várias pessoas ali tinham ganhado cortesias para viajar. De quem? Não sei.

Texto originalmente publicado em Paraíba 1