quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Caso Bulliying: Estudante montou vídeos e rapto para chamar atenção

O estudante Rafael Fonseca Sinfrônio confessou, na noite desta terça-feira (26), em um depoimento à polícia que durou mais de oito horas, que forjou o próprio rapto no último domingo e que é o autor dos vídeos publicados em um site de relacionamentos na semana passada. A notícia foi publicada na edição desta quarta-feira (27) O Jornal Correio.

De acordo com o promotor da infância e juventude, Alley Escorel, o jovem afirmou ter feito tudo sozinho motivado pelo bullying que ele sofreu na escola. O promotor informou que mesmo com a confissão do rapaz, as investigações irão continuar já que a Polícia Federal está preparando um laudo para descobrir se há outros envolvidos. A família disse que ficou sabendo da armação durante o depoimento e que está surpresa com a confissão.

Segundo o delegado encarregado de investigar o caso, Antônio Brayner, Rafael contou como fez para conseguir forjar o próprio rapto. “Ele disse que o pai dele o deixou numa lan house e depois disso foi caminhando para o local onde foi encontrado. Primeiro ele algemou os próprios pés, posteriormente colocou o capuz, derrabou gasolina no corpo e, em seguida, utilizou duas algemas de plástico e conseguiu com uma das mãos atar as próprias algemas”, relatou.

O inquérito policial, conforme o delegado já foi instaurado e as informações obtidas, ontem, juntamente com alguns computadores utilizados pelo estudante serão submetidos à perícia técnica e tudo será encaminhado ao poder judiciário. Rafael foi levado para o Instituto de Polícia Científica (IPC) para fazer exame de corpo delito e depois deveria voltar para casa. De acordo com o delegado, existe pena prevista pela lei para o caso, mas ainda não soube informar em qual crime Rafael será enquadrado.

O pai do estudante, Evonildo Sinfrônio disse que só ficou sabendo que o rapto e os vídeos eram armação do próprio filho, ontem, na delegacia durante o depoimento. Ele disse que Rafael é mais uma vítima da internet e pediu desculpas as pessoas que estão sendo expostas devido a publicação dos vídeos.

Fonte: Jornal Correio da Paraíba

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Tempos difíceis: jovens problemáticos

Em João Pessoa, e talvez no mundo todo, passamos por uma situação complicada. Os adolescentes, cada vez mais distantes dos pais e perdidos se entregam a delírios perigosos que usam como realidade. Meninos pobres que aprendem que a sobrevivência está nos sinais e têm como único prazer o uso de drogas.

Os jovens ricos, mimados e presos por seus pais assustados, vivem um mundo entre as apertadas paredes de um apartamento e têm como janela a tevê e o computador. Janelas que, sem nenhum direcionamento, deseducam estas crianças.

Pais que vêem seus filhos trancados usando o computador por um dia inteiro e não estranham, nem sequer têm a curiosidade de saber o que está sendo feito lá dentro. Estes ajudam nesta deseducação, pois a segurança da tranca da porta ou o cadeado na grade da casa não são suficientes para garantir o bem estar dos nossos filhos.

Hoje, a Internet é muito mais que o telefone. É uma porta de entrada e saída e muitos pais só se dão conta disso muito tarde. Alguns só descobrem quando a polícia vem buscar seus filhos que assaltaram pessoas ou roubaram senhas sem sair do quarto.

Há pais tão ‘descansados’ com a segurança do lar, que nem percebem que seus filhos, apenas com mesadas têm coleção de tênis e de relógios importados. Outros emprestam os carros e os filhos voltam com bolsas, celulares e carteiras além de dinheiro, mas para eles, isso não diz nada.

Meninos que levam tão a sério brincadeiras de zombaria e transformam isso em caso de polícia são pessoas infelizes que procuram um motivo, um vilão, para sua culpar por tudo. Antigamente, quando os moleques eram “humilhados”, isso virava uma briga, os dois eram suspensos e depois viravam amigos.

Não digo que as crianças devem brigar, não é isso. Digo sim, que outrora as ‘arengas’ de meninos se resolvia muito mais fácil. Hoje parece que tudo é o fim do mundo. E para muitos desses adolescentes pode mesmo ser. Isso por causa das ferramentas que eles têm acesso sem controle nem restrição.

Meninos como estes do colégio Motiva existem em todas as escolas desta cidade. São garotos que preferem o convívio virtual com outras pessoas. Convívio que não é controlado pelos pais. Faço a seguinte análise: quando seu filho começa a andar com alguém muito mais velho, ou que apresenta sinais de ser usuário de drogas, ou racista, ou violento demais, o que você faz? Corta esta amizade.

Mas se não há controle sobre o que acontece com seu filho na Internet, como saber se estas pessoas não são o grupo que seu filho freqüenta? Aviso. Faz tempo que o mundo virtual interage com a vida real. Pense na Internet como uma porta que seu filho pode usar. Então cabe a você, pai ou mãe, decidir em que ambientes ele pode ou não entrar e quanto tempo deve ficar.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Intimidação à imprensa

O repórter fotográfico Francisco França foi verbalmente agredido hoje de manhã na Secretaria de Segurança do Estado. Um agente do Grupo de Operações Especiais (GOE) partiu para a baixaria contra o jornalista porque teve o rosto mostrado em uma matéria do Jornal da Paraíba que registrava a ação policial na busca por bandidos escondidos no Bairro de São José.

O policial, que estava sem capuz em plena operação, achou ruim ter aparecido na foto e partiu para esculhambar o fotógrafo do Jornal da Paraíba.

Este texto foi publicado originalmente por Cláudia Carvalho em www.claudiacarvalho.blogspot.com

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Fidel renuncia a presidência

Fidel Castro está fora do poder de Cuba. Ele anunciou nesta terça-feira (19) que não voltará a ocupar a presidência do país. Este anúncio já me deixou saudoso. Saudoso de uma Cuba que eu não conheci e que certamente deixará de existir em breve.

Não que o próximo presidente vá mudar tudo, mas assim como Fidel sempre foi um símbolo da resistência e do modo de vida que prioriza as pessoas, sua saída, ao menos para mim, simboliza o fim de uma era.

Eu gostaria muito de conhecer a Cuba de Fidel, gostaria de poder acompanhar um dos seus quase intermináveis discursos e gostaria, mais que tudo isso, de poder entrevistar e conversar com o velho presidente.

Gostaria mesmo de reclamar da violência do caminho escolhido por ele para alcançar suas conquistas, mas de dar o meu apoio a sua causa e comemorar seus bons resultados. Não terei mais chance de fazê-lo.

Infelizmente não tenho como largar tudo aqui e passar uma semana em Cuba. E agora nem adianta mais, o ar deve ser outro, a estima e as discussões serão outras. O imortal e insensível Fidel Castro resolveu deixar Cuba seguir sozinha seu caminho.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Empresa vende passagens a R$ 7

Para marcar seu sétimo ano de operação, a GOL Transportes Aéreos inicia hoje a venda de passagens a R$ 7 para todos seus 52 destinos no Brasil. A promoção vai até 26 de fevereiro e é válida para compras realizadas exclusivamente pelo site www.voegol.com.br, de segunda a quinta-feira, das 22 horas às 6 horas do dia seguinte; e das 22 horas de sexta-feira até 6 horas de segunda-feira. Para clientes “Voe Fácil” – programa que parcela as passagens em até 36 vezes – a venda está disponível 24 horas.

A tarifa promocional é válida para viagens de ida e volta, realizadas entre 17 de fevereiro e 17 de abril de 2008, com estadia mínima de duas noites. A compra deve ser efetuada com cinco dias de antecedência da data escolhida para o embarque. A tarifa promocional de R$ 7 pode ser combinada com todas as classes tarifárias, exceto com ela mesma.

Leia mais em Catálogo Net.

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Aprenda a usar Portal da Transparência e 'vigie' as contas dos políticos

O portal de notícias da Globo, o G1, criou um "tutorial" que ensina como qualquer um pode ter acesso aos gastos dos políticos. Na verdade, o portal ensina a usar uma ferramenta do Governo Federal que serve justamente para isso: tornar, de fato, todas as contas que deveriam ser públicas, públicas.

Criado em 2004, o Portal da Transparência, site do governo federal na internet, nunca foi tão acessado quanto nos últimos dias. Em janeiro, a média foi de 1.564 acessos diários. Na primeira semana de fevereiro, a média diária subiu para 7.146, segundo a Controladoria Geral da União (CGU) - um crescimento superior a 350%.

Clique aqui e aprenda como fazer uso desta ferramenta.