quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Nem aí

Após ter sido denunciado e correndo risco de ter o envio de verbas federais suspenso por falta de condições mínimas de saúde e cidadania em presídios da Paraíba, o secretário de "cidadania" e administração penitenciária, Roosevelt Vita, fez pouco caso e disse que as verbas em risco são "desprezíveis".



Veja outros vídeos da entrevista aqui.

Parlamentares "fiscais da Copa" são acusados de crimes; três paraibanos

Os deputados e senadores indicados para as duas subcomissões de acompanhamento, fiscalização e controle dos recursos públicos da Copa em 2014, a ser sediada no Brasil, são nomes conhecidos da Justiça. Para variar, três são políticos paraibanos. Levantamento feito pelo Congresso em Foco revela que quatro entre os 18 titulares escalados para acompanhar o assunto no Congresso respondem a processos no Supremo Tribunal Federal (STF), um quarto do grupo de trabalho formado.

Entre os 36 membros, incluídos os titulares e suplentes, há seis acusados. Ao todo, são 12 denúncias em andamento oferecidas pela Procuradoria Geral da República (PGR). Nove delas referem-se a fraudes financeiras, como sonegação previdenciária, crime contra a ordem tributária, contra a Lei de licitações e o sistema financeiro nacional.

Os senadores e deputados das duas subcomissões vão fazer o acompanhamento dos gastos da Copa de 2014 e contarão com o apoio de auditorias do TCU. Eles ficarão encarregados de verificar contratos firmados entre empresas e governo estadual, governo federal, além de fiscalizar o andamento das despesas.

- Veja a lista dos políticos processados
- Parlamentares apontam “intriga” de adversários

De acordo com o levantamento realizado pelo site, as denúncias somam sete inquéritos (investigações preliminares) e cinco ações penais (processos que podem resultar em condenações judiciais). No total, são três casos de crimes contra a Lei de licitações e outros dois crimes contra o sistema financeiro nacional. Há ainda uma denúncia de crime eleitoral, falsificação de documento, crime contra o patrimônio, contra a ordem tributária, apropriação indébita, peculato e contra a administração em geral.

Leia matéria na íntegra aqui

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Site lista jornalistas assassinados em todo mundo desde 1992

O site CPJ, Committee to Protect Journalists ou, em tradução livre, Comitê de Proteção dos Jornalistas, preparou um esqueminha que oferece aos internautas a possibilidade de pesquisar, em diversos países, informações sobre jornalistas assassinados ao redor do mundo desde 1992. São 760 em todos os países.

Pesquisei sobre o Brasil e recebi os dados que podem ser conferidos abaixo da notícia. São 16 jornalistas mortos por conta do trabalho e mais três quem ainda tem suas mortes investigadas. No CPJ é possível saber os veículos onde cada um trabalhava e também qual a linha de ação de cada um. Vale a visita.

Há dados mais específicos também. Como por exemplo: 63% dos suspeitos de assassinar os jornalistas brasileiros eram ligados à alguma esfera do governo, 31% a grupos criminosos. A maioria dos mortos, 38%, era colunista ou comentarista, 31% era o dono do veículo de comunicação. 75% dos acusados ficaram completamente impunes, 13% tiveram algum tipo de punição e outros 13% foram punidos adequadamente.

16 Journalists Killed in Brazil/Motive Confirmed Terminology explained

Luiz Carlos Barbon Filho, Jornal do Porto, JC Regional, and Rádio Porto FM May 5, 2007, in Porto Ferreira, Brazil
José Carlos Araújo, Rádio Timbaúba FM April 24, 2004, in Timbaúba, Brazil
Samuel Romã, Radio Conquista FM April 20, 2004, in Coronel Sapucaia, Brazil
Luiz Antônio da Costa, Época July 23, 2003, in São Bernardo do Campo, Brazil
Nicanor Linhares Batista, Rádio Vale do Jaguaribe June 30, 2003, in Limoeiro do Norte, Brazil
Domingos Sávio Brandão Lima Júnior, Folha do Estado September 30, 2002, in Cuiabá, Brazil
Tim Lopes, TV Globo June 3, 2002, in Rio de Janeiro, Brazil
Zezinho Cazuza, Rádio Xingó FM March 13, 2000, in Canindé de Sáo Francisco, Brazil
José Carlos Mesquita, TV Ouro Verde March 10, 1998, in Ouro Preto do Oeste, Brazil
Manoel Leal de Oliveira, A Regiao January 14, 1998, in Itabuna, Brazil
Edgar Lopes de Faria, FM Capital October 29, 1997, in Campo Grande, Brazil
Reinaldo Coutinho da Silva, Cachoeiras Jornal August 29, 1995, in São Gonçalo, Brazil
Aristeu Guida da Silva, A Gazeta de São Fidélis May 12, 1995, in São Fidélis, Brazil
Marcos Borges Ribeiro, Independente May 1, 1995, in Rio Verde, Brazil
Zaqueu de Oliveira, Gazeta de Barroso March 21 1995, in Minas Gerais, Brazil
Joao Alberto Ferreira Souto, Jornal do Estado February 19, 1994, in Vitória da Conquista, Brazil

3 Journalists Killed in Brazil/Motive Unconfirmed Terminology explained

Jorge Lourenço dos Santos, Criativa FM July 11, 2004, in Santana do Ipanema, Brazil
Mário Coelho de Almeida Filho, A Verdade August 16, 2001, in Magé, Brazil
Natan Pereira Gatinho, Ouro Verde January 11, 1997, in Paragominas, Brazil

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Reportagens sobre Luiz Couto propiciam Prêmio Vladimir Herzog

A série de reportagens “Deputado Luiz Couto, o padre censurado pela Igreja Católica”, publicada no site “Congresso em Foco”, recebeu a menção honrosa na categoria internet do 31º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. O prêmio Herzog foi criado pelo Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, em 1979, e é a principal premiação na área de Direitos Humanos do jornalismo brasileiro.

As reportagens, escritas pelo editor do site, Edson Sardinha, que inicialmente seria sobre o trabalho realizado pelo parlamentar no combate ao crime organizado, acabou repercutindo mais do que o esperado devido às suas opiniões sobre dogmas da igreja católica.

As polêmicas declarações de Couto sobre o uso de preservativos, o celibato clerical e a intolerância em relação aos homossexuais foram reproduzidas em vários veículos de comunicação. Ao tomar conhecimento da entrevista, o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, pediu o afastamento do padre-deputado de suas atividades sacerdotais. A punição provocou forte reação de movimentos dos Direitos Humanos e de setores da própria Igreja Católica, que não se conformaram com a condenação sumária do sacerdote.

Eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Luiz Couto só retomou seu direito de exercer o sacerdócio um mês depois, quando, pressionado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o arcebispo da Paraíba revogou a suspensão.

Luiz Couto tornou-se um dos principais alvos do crime organizado no país por sua atuação à frente da CPI dos Grupos de Extermínio no Nordeste, que se destacou pelo trabalho realizado, sobretudo, em Pernambuco e na Paraíba.

A morte do advogado Manoel Mattos, em 24 de janeiro deste ano, levou integrantes da bancada do PT na Câmara Federal a solicitarem ao Ministério da Justiça proteção da Polícia Federal . Segundo o próprio site, o histórico do deputado-padre e sua militância na defesa dos Direitos Humanos levaram o “Congresso em Foco” a publicar o perfil “Padre, deputado e adversário do celibato”.

Da Ascom do deputado

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Revolta de Raposeiro

Sempre fui torcedor do Campinense Clube, raposeiro mesmo. Tá bom, nunca fui muito de ir ao campo ficar nas arquibancadas, mas sempre tive como meu time, a Raposinha Feroz. É um orgulho ter meu time num campeonato brasileiro e torcer para que ele consiga ficar por lá. Atualmente a luta é para permanecer na série B.

No entanto, fico chateado sempre que desconfio de falcatrua. Mesmo contra o arquirival, o Treze. É muito chato saber que os juízes se vendem, que os cartolas interferem e que muitos torcedores acham que "vale tudo" para ser campeão. Eu fã do Campinense, mas acho que a vitória só vale quando é digna.

Esta semana a Raposa perdeu de 6 a zero do time do Botafogo de João Pessoa. Já seria triste o suficiente se fosse só a goleada para me entristecer. Mas tem mais. Tem a desconfiança de que a derrota pode ter sido armada. Antes de me chamar de mau perdedor,companhe comigo a ordem dos fatos:

O Campinense vinha mal financeiramente, os salários já começavam a atrasar. O presidente do Clube resolve ir pedir ajuda ao governo do estado para poderbancar suas despesas. O vice-governador, Luciano Cartaxo, recebe o presidente e resolve ajudá-lo.

Em outro ponto do mundo está a Copa Paraíba acontecendo e Treze e Botafogo disputam o título de campeão da primeira fase. Ambos estão empatados no número de pontos e o saldo de gols pode ser o diferencial. Há ainda um jogo para cada um. Botafogo x Campinense e Treze x Queimadense. Os dois jogos aconteceriam ao mesmo tempo. Claro que os dois técnicos interessados no resultado do adversário acompanha o resultado.

Mas acontece de Botafogo começar a ganhar por um, dois, três a zero. Nessa hora, a energia no estádio do Treze cai e o jogo precisa ser adiado para o dia seguinte. Depois disso, o jogo entre o Belo e a Raposa tem maisgols. Resultado final: Botafogo 6, Campinense zero. Assim, o Treze precisaria vencer com mais de seis gols para ser campeão do 1ª fase.

Não deu. O Galo venceu a Queimadense por 3 a 1 e ficou em segundo lugar. O Botafogo venceu. Agora um último fato. O vice-governador é conselheiro do Botafogo.

Para quem não entendeu, vamos colocar de outra forma: um conselheiro do Botafogo liberou uma verba estatal para o Campinense que perdeu de goleada e garantiu o título para o time do vice-governador. Há também a "coincidência" de que somente depois que o jogo do Treze foi adiado é que a goleada se efetivou. Há quem diga que o placar seria menor, mas sem ter como avaliar quantos seriam os gols do Galo, a Raposa abriu as portas para garantir.

Claro que isso tudo é o que o povo fala. Pois apesar de ser fã da Raposa, não entendo nada de futebol.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Assaltantes atacam carro da TV Correio e levam R$ 12 mil

Dois assaltantes abordaram um carro do Sistema Correio de Comunicação que vinha de Campina Grande para João Pessoa. O fato aconteceu na tarde desta segunda-feira (5), nas proximidades da Estação Ferroviária da Capital.

De acordo com depoimento das vítimas, a abordagem aconteceu por volta das 14h30 de hoje, quando a gerente da Sucursal da empresa em Campina Grande, Luzia de Marilac, e o motorista Jurandir dos Santos pararam com o carro da empresa no semáforo obedecendo ao sinal vermelho.

Os bandidos armados, em uma moto, se aproximaram do carro exigindo que eles entregassem tudo o que havia no veículo e levaram um malote com pelo menos doze mil reais (sendo R$ 8 mil em espécie e cerca de R$ 4 mil em cheques), uma câmera de vídeo modelo PD - 170, dois celulares (um da empresa e um do motorista) e uma bolsa contendo dinheiro, documentos e outros objetos pessoais pertencentes a gerente da sucursal.

A notícia de Adriana Costa pode ser lida na íntegra clicando aqui.

MP recomendou que imprensa pare de mostrar presos sem autorização

Os Ministérios Públicos da Paraíba e Federal emitiram uma recomendação conjunta aos órgãos da imprensa local para parem de exibir imagens de pessoas detidas pela polícia ou encarcerados sem a autorização deles ou de advogado, defensor público, juiz ou membro do MP.

Eu sei que há quem discorde, mas mais uma vez a justiça precisa reafirmar o óbvio. As pessoas têm o direito de não quererem ser fotografadas ou filmadas em situação que as constranja.

É, eu sei, são criminosos. Mas não é desrespeitando os direitos deles que se vai corrigí-los. A justiça tem que ser exemplo para gerar transformação. E não a palmatória do mundo.

Volto ao ponto de que devemos rediscutir certas leis. Digo rediscutir, não desrespeitar. Afinal, estamos ou não numa democracia? Nós temos direito, e portanto, poder para mudar as leis. O povo tem o poder de opinar e decidir quais serão nossas leis.

Não podemos é ficar com o pensamento de "ah, eu não gosto desta lei, não vou cumprir". Para mim, isso é ser injusto. Mostrar o rosto de alguém que não quer ser mostrado porque ele está preso é injusto.

domingo, 4 de outubro de 2009

A boa e velha política paraibana

Passado o prazo final para filiações partidárias, e um gosto amargo ficou na boca de alguns dos principais personagens do pleito de 2010. Depois de tantas brigas internas, é difícil dizer quem saiu com saldo positivo deste último mês.

Talvez seja mais fácil avaliar quem perdeu mais. Se Ricardo Coutinho, que teima em protelar sua já sabida candidatura e firmar parceiros, ou se Cássio Cunha Lima, que pressionou até onde pôde seu partido e perdeu a queda de braço com Cícero.

Ricardo viaja, fala para todo o Estado, mas diz ser cedo para montar candidatura e alianças. Talvez por conta disso tenha perdido vários aliados e diretorianos em seu partido. Eles tinham medo que seu presidente os obrigasse a fazer alianças que não queriam.

Por outro lado, não teve o apoio que esperava dos tucanos, apesar de algumas adesões, já que o presidente do PSDB, Cícero Lucena, fincou pé contra Ricardo e o ex-governador acabou cedendo. Assim, sem definir quem "aceitará" para apoiá-lo em 2010, Ricardo ficou sem um, nem outro.

Já Cássio, que imaginava voltar dos EUA e gerar grande comoção, descobriu que se demorasse mais, o povo dos mais de um milhão de votos poderia acabar o esquecendo. Pior, descobriu que nem em seu partido ele é tão forte quanto pensava.

O menino esperneou, brigou, soltou farpas e até anunciou uma coletiva, certamente para pressionar o senador Cícero, mas não deu. Acabou dizendo o que já havia dito, reclamou do que já havia reclamado e frustrou quem esperava ouvir dele uma bomba, ou pelo menos alguma novidade.

Deste fragmentado quadro político, se esconde, por aqui e por ali, o governador José Maranhão, que evita anúncios políticos, mas que joga bem o xadrez com as peças que tem. Nomeando um aqui, retirando uma verba da prefeitura acolá, o governador vai promovendo a discórdia entre os seus potenciais adversários.

Parece que as "novas forças políticas" ainda não aprenderam a lidar com os velhos truques e com a esperteza das raposas velhas que mandam há tempos na política paraibana. E se, há um ano, a vitória de Ricardo era dada como certa e fácil em 2010, agora, há um ano da eleição, não parece mais tão fácil assim.

Previna-se contra falhas do Google

Achei este texto, qie segue abaixo numa de minhas buscas pela Internet e acho que vale a pena guardar algumas destas dicas de como fazer backup das informações que guardamos na Web. Ainda mais nestes tempos de Google Docs, informações nas nuvens e de problemas no Gmail. A fonte é a Revista Info, da editora Abril. Aproveitem.

--
E-mails, fotos, vídeos, textos, compromissos, postagens em blogs... Os serviços do Google armazenam uma série de informações. Mas, muitas vezes, falham. Para não correr o risco de ficar sem o que precisa devido a uma pane no serviço, manter backup de todo o seu conteúdo online ou adotar serviços sobressalentes é uma atitude sábia. Confira como fazer isso.

Gmail
Quem tem Gmail e outra conta num provedor de internet pode usar a segunda conta para fazer backup do serviço do Google. Outra opção é adotar o programa Gmail Backup para copiar as mensagens para o disco rígido.

YouTube
Salvou seus vídeos favoritos no YouTube, mas não quer correr o risco de que um deles saia do ar? Baixe-o para o HD com um programa como o YouTube Downloader.

Orkut
Quem tem perfil no orkut pode fazer download dos contatos e dos scraps. Para fazer o download dos amigos no serviço é possível usar recurso da própria rede social. O serviço O Curioso ajuda na hora de fazer backup dos scraps.

Google Docs
O próprio aplicativo online do Google traz uma opção de backup de vários documentos de uma só tacada. Veja como usar esse serviço, que exporta arquivos no formato HTML.

Picasa
É possível fazer backup das fotos armazenadas no serviço Picasa Álbuns da Web rapidamente pelo programa Picasa que muita gente usa para organizar imagens e enviá-las para o serviço de compartilhamento

Calendário
No caso do Google Agenda, uma boa medida de segurança é sincronizar a agenda online com um programa local como o Outlook. É o que faz o programa SuncMyCal. Outra solução é usar o Calgoo, que cuida sincronização e ainda mantém uma cópia em seu próprio site.

Reader
Usuário do Google Reader? Dá para fazer backup de forma separada das notícias RSS baixadas no serviço e depois importá-las para outro leitor de RSS. Também é possível fazer cópia apenas os itens marcados com estrela.

Blogger
Suas postagens no Blogger, o serviço de blogs do Google também podem ganhar cópia de segurança. O Blogger Backup transfere essas informações para o disco rígido do seu computador. Quem preferir pode fazer o backup em outro serviço de blog com a ajuda de um programa como o Live Writer, da Microsoft.

Anotações
Usuários do Google Notas, o serviço que o Google deixou de atualizar, também podem migrar suas informações para outros serviços, como o Evernote.

Da Revista Info