sábado, 27 de agosto de 2005

Oh, que Mc dia feliz....

Hoje participei, involuntariamente, de uma carreata pelo Mc dia feliz. Independente dos motivos da campanha, não havia ninguém feliz na carreata. Pelo contrário, todos estavam zangados, uns gritavam, outros buzinavam. Eu fechei o vidro e aumentei o som.

Acontece que, em João Pessoa, o engenheiro de tráfego é adépto do Dadaismo, ao menos é o que parece. O trânsito normalmente corre para ruas sem retorno e, quando você menos espera, está numa contra-mão. Quando há um evento que precisa tomar uma das nossas belas e verdes ruas, nunca se escolhe uma rua calma...

Desta vez não foi diferente, resolveram instalar um parque de diversões bem no meio da principal rua que traz todo aquele povo que foi para a praia logo cedo e, que às 13hs, está louco de fome voltando para casa. Isto sendo feito num sábado, posso dizer que milhares de pessoas viram esta "arrumação", mas duvido que tenham gostado.

quinta-feira, 25 de agosto de 2005

Jornalismo Alternativo

Essa semana o JornAl mudou de endereço. Agora é .com.br. Este é um projeto antigo, eu usava para publicar artigos e notícias que ninguém mais queria publicar. Não por falta de qualidade (nem de modéstia, ahahah), mas por conterem críticas a alguns dos grandes anunciantes locais.

Acabou se tornando um lugar para alguns colegas de universidade exporem seus textos também. A página funcionou tão bem que eu passei a receber colaborações de jornalistas e estudantes de outros estados.

Quando me formei acabei deixando o projeto de lado, mas, depois de um tempo tendo que engolir seco determinadas coisas, resovi reativar o sítio e estou retomando meus antigos contatos.

Se você quer ler ou escrever um texto opinativo e o seu veículo não permite, me mande, o Jornalismo alternativo vai ter todo o prazer em publicar.

Abraços,
www.jornalismoalternativo.com.br

terça-feira, 23 de agosto de 2005

Tudo em casa

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, ex-secretário de Planejamento na gestão Cícero Lucena e Primo-tio do governador Cássio Cunha Lima, Fernando Catão, esteve nesta segunda-feira, dia 22, na sede da Superintendência da Polícia Federal, em João Pessoa, para prestar alguns esclarecimentos, já que foi secretário do município durante a época em que teriam acontecido os desvios de R$ 13 milhões na execução das obras que estão sendo investigadas na Operação Confraria.

Legal, tudo em casa. Começo a entender melhor o nome da operação...

sábado, 20 de agosto de 2005

Cícero será reconduzido a presidência estadual do PSDB

"PSDB da Paraíba realiza amanhã sua convenção e reconduz ex-prefeito e ex-secretário, Cícero Lucena, a presidência da direção estadual do partido. O evento acontecerá na sede do diretório e terá início às 9 horas" (Paraiba.com.br)

Depois de dias de retiro no 1º Batalhão e de outros dias de depressão em casa, o inocente ex-prefeito e ex-secretário, Cícero Lucena voltará a presidir o PSDB. Isso, após ter cogitado deixar o partido depois que não foi tido como melhor opção para se candidatar ao Senado.

Para mim, parece ter o perfil ideal de senador. Não votaria nele, mas que parece ter o perfil do atual político deste país, isso parece.

quarta-feira, 17 de agosto de 2005

Quem acredita em coincidência?

Que beleza...

O governo federal mostra que aprendeu a lição direito... R$ 1 milhão foi liberado para as obras nos estados, o dobro do que havia sido planejado... Os ministros juram que não têm nada a ver com a crise, já assumida pelo presidente. Que feliz coincidência.

A pergunta é: Quem acredita em coincidência?

terça-feira, 16 de agosto de 2005

Caso Seplag

Lembra daqueles computadores que foram roubados da secretaria que teve seu secretário preso? Ainda não saiu o retrato falado. Não me espanta. Ainda mais quando um secretário se encarrega de investigar um outro secretário. Harisson deve ter dito: "deste caso cuidarei de perto".

"Sobre o retrato falado do suspeito de praticar o delito, Marcelo Bion reafirma que houve uma mudança no documento e solicitou uma repaginação por parte do Departamento de Criminalística do IPC. Ele diz que até o final deste semana, o retrato deve ser divulgado."
(Correio da Paraíba)
... depois de duas semanas, quem danado vai lembrar de mais alguma coisa...
Tenho dito.

sexta-feira, 12 de agosto de 2005

Duck City*

Os problemas de todos os paraibanos se resolveu neste final de semana. O 'menino' resolveu transferir a sede do governo para a grande cidade de Patos. Esta ação certamente mudou os rumos da administração e tornou tudo mais eficaz. A transferência, mesmo que temporária, se fez necessaríssima. Graças aos céus que alguém teve essa idéia. Parabéns ao governador.

P.S. Engraçado... a última vez que eu ouvi alguma coisa sobre Patos foi quando a Polícia Federal descobruiu que a cidade abrigava os maiores lavadores de dinheiro do estado... tinha a história de um jaguar... Bem, deixa pra lá, não sei nem porque me lembrei disso agora.

*O título foi sugerido (involuntariamente) por uma amiga

Contando...

Mais um:

Jornalista é assassinada no Sri Lanka

Colombo, 12 ago (EFE) - Uma apresentadora de televisão conhecida por suas posições contrárias à guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) foi assassinada nesta sexta-feira junto a seu marido em Colombo, informaram à EFE fontes policiais.

Relangi Sevaraja, que foi apresentadora por anos e que atualmente trabalhava para a rede pública de rádio State Broadcasting Corporation, se transformou na segunda jornalista a ser assassinada no Sri Lanka em apenas quatro meses.

Nessa guerra civil, morreram pelo menos 65.000 pessoas.

Telequete

Está na moda falar mal do presidente e aproveitar para espisinhar ele. A última notícia é de que o presidente vetaria a proposta do senado para o novo salário mínimo que, se aceito, seria de 561,40 reais.

Engraçado que me parece muito cômodo criar uma proposta irreal sabendo que ela ainda pode ser vetada em outra instância. Como um gerente que chega para os funcionários e diz que pretende triplicar o salário deles e depois volta dizendo que o aumento foi vetado pela direção. Assim, ele “ganha pontos” com os funcionários e deixa a direção mal.

Outra coisa a se analisar é como o PSDB, PFL, enfim, os partidos de direita deste país, que comandaram por 20 anos, de repente perceberam que o salário mínimo precisa ser mais alto...

O mundo da política, e principalmente estas CPIs, me lembra um ringue de ‘Telequete’, sempre tem os bons e os maus, no ring eles se batem, se quebram se matam, usam de trapaça e juram vingança, mas por trás das câmera todos sabem de tudo, é tudo combinado, inclusive as trapaças uns com os outros. Estou falando da Telequete.

quarta-feira, 10 de agosto de 2005

Manzuá em Brasília

O Brasil passa por uma fase interessante, durante muitos anos ninguém soube de nada... agora todo mundo sabe alguma coisa. Todo dia aparece alguém que sabe de alguma coisa. Mas o melhor é que desse 'fuá' todo dificilmente vai sair alguma coisa proveitosa.

Aqui na Paraíba nós temos uma versão do Roberto Jeferson. Uma moça, ex-secretaria, diz que roubou, mas a mando da prefeita. Por enquanto ela só provou que roubou o dinheiro... não sei até que ponto isso é inteligente, mas cada um faz o que quer com a própria vida.

Muita gente apontando o dedo mas sem provas... por causa disso é que os políticos são presos, passam dois dias no xadrez e são soltos... falta de provas.

Agora, o mais engraçado de tudo isso é ver gente que nós temos certeza que sempre souberam de esquemas como o do mensalão peguntando com a cara mais cândida: "Vossa excelência já tinha ouvido falar do mensalão?" e o interrogado ainda responde, "mensa o quê?"

Quando é que vão colocar o detector de mentiras naquelas sessões? Nos interrogados e nos interrogadores. Aliás, se tivesse que provar honestidade antes de formular perguntas na CPI, as sessões seriam muito mais rápidas...

Alguém deu uma boa idéia por esses dias. Usando a experiência dos pescadores de camarão e da polícia da Paraíba, poderia se criar uma operação Manzuá em Brasília. Fechava-se as estradas daquela cidade e só era permitido sair de lá quem provasse ser honesto. Assim já se diminuiria muito a criminalidade do País.

quinta-feira, 4 de agosto de 2005

Que bela democracia...

CPI da compra de votos
Folha Online

Além do "mensalão", a comissão ainda investiga o suposto esquema montado em 1997, ainda no governo Fernando Henrique Cardoso, para a compra de votos para garantir a aprovação da emenda constitucional da reeleição. O "mensalão" já havia sido alvo de denúncias no final de 2003 por outros políticos, mas sem a repercussão dos últimos meses.

----

Talvez hoje uma grande ferida seja aberta, a emenda constitucional da reeleição foi uma das maiores violências já sofridas pela nossa constituição e uma grande pancada para a democracia nesse país. Ainda mais quando foi aprovada para valer ainda para que comandava.

Foi o equivalente a mudar as regras do jogo durante a partida. Foi vergonhoso, foi quase tão sério, na minha opinião, quanto fechar o congresso. Ainda mais se a emenda tiver sido eleita com votos comprados.

Que bela democracia...

quarta-feira, 3 de agosto de 2005

Anjo ou Diabo

Eu até acreditava e achava a cara do ex-ministro José Dirceu usar de expediêntes "pouco convencionais" para conseguir o que quer no governo e, portanto, acreditava que ele estava envolvido ativamente na história do Mensalão. Mas, depois de 8 horas de discussões e depoimentos e, ainda por cima uma 'ceninha' do caricato Roberto Jeferson, fiquei em dúvida.

Não sei se o deputado José Dirceu é inocente ou se só fiquei com esta impressão pela inevitável comparação com o também deputado Roberto Jeferson... Na verdade, acho que o próprio diabo pareceria inocente perto de Roberto.

Imprensa
Uma curiosidade é que quase todas as acusações feitas tinham como origem uma matéria de jornal ou reportagem de revista. A Comissão de Ética não deveria ter seus próprios mecanismos? Se era para questioná-lo sobre o que está na imprensa, melhor seria ter chamado os editores da Veja, do Globo e do Estadão.

Jornalista americano é morto no Iraque

BBC (Londres) - O repórter americano Steven Vincent, que trabalhava como freelance para os jornais Christian Science Monitor e The New York Times, foi morto a tiros em Basra, no sul do Iraque, informou a polícia.

Vincent foi seqüestrado com sua intérprete iraquiana na terça-feira à noite por homens armados em um carro da polícia. O corpo dele crivado de balas foi encontrado horas depois ao lado de uma estrada, no sul da cidade.

Ele estava escrevendo um livro sobre Basra, onde insurgentes recentemente intensificaram seus ataques. Vincent levou vários tiros na cabeça e no corpo. A intérprete sobreviveu ao atentado, mas sofreu ferimentos graves. O jornalista estava em Basra há alguns meses e, em um artigo publicado recentemente pelo NYT, ele disse que a força policial havia sido infiltrada por militantes xiitas.

Ele também citou um alto oficial da polícia de Basra, que teria dito que policiais estavam por trás de vários dos assassinatos de ex-integrantes do partido Baath - de Saddam Hussein - na cidade.
Vincent também criticou as forças britânicas, responsáveis pela segurança em Basra, por ignorar abusos de poder de xiitas extremistas.

segunda-feira, 1 de agosto de 2005

Acho que sim

Reza a lenda que, depois de um revigorante fim de semana, a polícia encontrou pistas e talvez até o larápio que surrupiou (reparem no linguajar), os computadores da tão segura Secretaria de Planejamento (vejam que nome de secretaria sugestivo), aquela que fica junto à secretaria de Segurança. Supostamente, teriam encontrado as máquinas intocadas!

O delegado da Polícia Federal, muito cheio de "nós pelas costas" e incrédulo, acredita que o roubo e o encontrar dos PCs teria sido planejado (opa!) e que os dados relevantes não mais estariam neles (será?).

Alguém deve ter suspirado sinceramente aliviado "agora tudo poderá ser esclarecido..."

É... acho que sim, mas ainda bem que isso não passa de lenda.