quinta-feira, 19 de julho de 2012

Criança.PB traz a JP nomes premiados do jornalismo nacional

O portal Criança.PB, a Associação Paraibana de Imprensa (API) e o Sindicato dos Jornalistas da Paraíba (Sindjor-PB) trazem a João Pessoa, no próximo dia 31 de julho, dois premiados nomes do jornalismo nacional: o repórter Mauri König e o fotógrafo Albari Rosa. Os dois vão participar do evento “Infância, Mídia e Direitos Humanos: o papel do jornalista na transformação de realidades”, a ser realizado no auditório do Hotel Littoral, na Avenida Cabo Branco, 2172, a partir das 19h30. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do e-mail do portal (criancapb@gmail.com). Basta enviar os dados pessoais, contato e a entidade/empresa de que faz parte.

Com experiência profissional de mais de 20 anos, Mauri e Albari estão entre as maiores referências na área da infância. Atualmente, estão em produção de reportagem vencedora do último Prêmio Tim Lopes de Jornalismo, viajando pelo país, para cruzar os investimentos públicos em infraestrutura para as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 com os investimentos em prevenção à exploração sexual comercial de crianças e adolescentes no mesmo período.

Nesse sentido, explica a coordenadora do Criança.PB, Janaína Araújo, a contribuição de ambos será bastante valiosa. “Buscamos trazer os profissionais mais envolvidos com o tema e que têm maior visibilidade nacionalmente. Essa capacitação tem o objetivo de fazer essa interação entre quem já faz o jornalismo investigativo na área da infância, como Mauri e Albari, e quem ainda quer fazer, mas não sabe o caminho. É uma forma de melhorarmos o conteúdo local, saindo da simples abordagem factual, que ainda tem muita força”, enfatizou.

De acordo com o presidente do Sindjor-PB, Rafael Freire, o evento terá total apoio do Sindicato, que participará também das discussões. “A violência e a exploração que enfrenta a infância e a juventude são coisas muito sérias, especialmente na Paraíba, um Estado pobre onde, muitas vezes, isso serve de sustento para as famílias ou para aquelas pessoas que simplesmente querem lucrar com esse tipo de abuso. Na nossa compreensão, o jornalista tem esse papel de defender os direitos humanos, valorizar a vida e denunciar essas situações, por isso vamos participar e ajudar na mobilização”, disse. O projeto também tem o apoio da API.

Quem são os palestrantes?
Mauri König é formado em Letras e Jornalismo, com pós-graduação em Jornalismo Literário. Em 22 anos de carreira, recebeu 23 prêmios de jornalismo, entre eles dois Esso, dois Embratel, quatro Vladimir Herzog de Direitos Humanos e dois Tim Lopes, o último neste ano. Também venceu por duas vezes o Lorenzo Natali Prize, concedido pela União Europeia, e ganhou ainda o Prêmio de Direitos Humanos da Sociedade Interamericana de Imprensa. Publicou em 2008 o livro "Narrativas de um correspondente de rua", finalista do Prêmio Jabuti. Recebeu em 2003 o título de Jornalista Amigo da Criança, concedido pela Andi - Direitos e Comunicação.

Albari Rosa é fotojornalista desde 1988. Iniciou como freelancer da Editora Abril, passou por assessorias de imprensa, pela Revista do Comércio e jornais como o Diário Lance, a Folha de Londrina e a Gazeta do Povo, onde se encontra desde 1993. Entre muitos trabalhos, destaca a cobertura das Copas do Mundo da Alemanha e África do Sul, além dos que lhe renderam os prêmios Esso e Vladimir Herzog de fotojornalismo.