Botas nos tapetes das mesquitas

Os Portões de Damasco são a entrada principal da cidade antiga de Jerusalém. Palco de inúmeros conflitos guarda grande importância para cristão, muçulmanos e judeus.

Tem a mesquita do Domo da Rocha, também a mesquita Mesquita de Al-Aqsa, conhecida pelos judeus como o Monte do Templo que foi sede dos Templários, e o que resta do Templo de Davi, hoje conhecido como Muro das Lamentações.

Além disso, casas milenares ainda abrigam lares palestinos e lojas e pequenas fábricas que vão passando de geração em geração e funcionam ainda hoje.

Infelizmente também é palco de intolerância e violência. Vive cheia de militares que promovem violência e atos preconceituosos, ao contrário do que se esperaria de uma força de segurança.

Nos últimos dias, militares do Estado de Israel têm entrado na mesquita de botas apenas para provocar os muçulmanos presentes na hora de sua oração. Ações assim servem apenas para acirrar os ânimos e gerar conflitos que sempre terminam com palestinos presos ou, como ocorrido há dois dias, morto a tiros mesmo estando desarmado.


#Palestina #jerusalem #mesquita #religiao #fotojornalismo #foto #nikon


Os Portões de Damasco são a entrada principal da cidade antiga de Jerusalém. Palco de inúmeros conflitos guarda grande importância para cristão, muçulmanos e judeus. Tem a mesquita do Domo da Rocha, também a mesquita Mesquita de Al-Aqsa, conhecida pelos judeus como o Monte do Templo que foi sede dos Templários, e o que resta do Templo de Davi, hoje conhecido como Muro das Lamentações. Além disso, casas milenares ainda abrigam lares palestinos e lojas e pequenas fábricas que vão passando de geração em geração e funcionam ainda hoje. Infelizmente também é palco de intolerância e violência. Vive cheia de militares que promovem violência e atos preconceituosos, ao contrário do que se esperaria de uma força de segurança. Nos últimos dias, militares do Estado de Israel têm entrado na mesquita de botas apenas para provocar os muçulmanos presentes na hora de sua oração. Ações assim servem apenas para acirrar os ânimos e gerar conflitos que sempre terminam com palestinos presos ou, como ocorrido há dois dias, morto a tiros mesmo estando desarmado. #Palestina #jerusalem #mesquita #religiao #fotojornalismo #foto #nikon
Uma publicação compartilhada por Maurício Melo (@jornalista_mauriciomelo) em

Comentários