No Carnaval pode tudo!

Então chegou carnaval. Ou pelo menos o pré-carnaval. E como sempre, o pior das pessoas aflora. Não entendo o porquê disso, será que estão levando a sério a história da quaresma e tal? Acho que não. O povo quer se divertir, ser irresponsável, se desligar das questões morais e fazer tudo que Deus(?!) não permite nos dias normais e muito menos na Semana Santa.

Por conta disso, neste período vale tudo. Andar na contra-mão, baixar as calças no meio da rua, na frente de quem quer que seja e fazer xixi, ou coisa pior. Também vale beber até perder a consciência, vomitar nos outros, provocar brigas, arranhar carros, atacar as mulheres, desrespeitar os homens, enfim, tudo que qualquer um de nós repreenderíamos num "dia comum".

Pois eu não sei se estou só neste mundo, mas não concordo com isso. Acho que é possível festejar, brincar, foliar sem desrespeitar os outros, sem necessariamente ter que criar problemas. Na verdade, não entendo porque as pessoas agem de maneira tão diferente quando é carnaval. No São João, Réveillon, Natal, e em outras datas comemorativas não há este tipo e transtorno.

Então imagine no seu aniversário, eu chegando com um vidro de lança-perfume, já completamente embriagado, pulando e gritando, passando a mão na sua mãe, esposa ou namorada e depois indo fazer xixi na porta do seu banheiro (desocupado!). Inadimissível, né? Pois no Carnaval pode!

Comentários

Julio disse…
Rapaz, algumas pessoas já fizeram uma análise mais complexa do fato. Não só aqui que "eventos" semelhantes acontecem.

No mundo todo a moçada cria "dias especiais" para a sacanagem e praticamente sobre foi assim. Hoje as coisas estão bem mais light.

As pessoas querem se divertir
Querem zuar
Querem brincar
... Com os outros

O Carnaval, no Brasil, só é uma representação mais excêntrica do que já há nas pessoas como "sistema de vida".

Ma enfim... poderíamos falar sobre isso por horas, mas leia esse artigo que escrevi: http://www.assexualidade.com.br/blog/?p=669